Efeito da salinidade do cloreto de potássio na emergência e no crescimento inicial de plântulas de soja

Autores

  • Raylan Henrique Ribeiro Instituto Federal Campus Confresa MT
  • Danilo Nogueira Anjos
  • Pedro Giacomini Freitas
  • Jayson Silva Ribeiro

DOI:

10.33912/pagro.v3i1.664

Palavras-chave:

Glycine Max, fertilização e estresse salino

Resumo

O cloreto de potássio é um adubo salino que pode prejudicar o cultivo se for utilizado de forma incorreta nas lavouras. Atualmente vários programas de fertilização recomendam elevadas adubações potássicas para o cultivo da soja, porém deve ser levado em consideração alguns critérios para a sua recomendação, a exemplo da profundidade de semeadura e a dosagem da adubação. Com o objetivo de avaliar o efeito da salinidade do cloreto de potássio em plântulas de soja foi instalado um experimento fatorial 3x3 com três níveis de profundidade de semeadura (0, 3 e 6) e três doses de KCl (0,208 g., 0,346g. e 0,485 g.Kg-1 de solo), foram avaliados as seguintes características: emergência, massa seca da parte aérea, massa seca das raízes, altura de plântulas e comprimento de raízes. Em todas as variáveis houve efeito para profundidade de semeadura, sendo que na profundidade 0 (contato da semente com adubo) houve redução da emergência e decréscimo no vigor de todas as características avaliadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AMORIM, J. R.; FERNANDES, P. D.; GHEYI, H.R.; AZEVEDO, N. C. 2002. Efeito da salinidade e modo de aplicação da água de irrigação no crescimento e produção de alho. Pesquisa Agropecuária Brasileira. 2002. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-204X2002000200008.

BAPTISTELLA, B.; LAJÚS, C. R.; CERICATO, A. influência de diferentes velocidades e profundidades de semeadura nos aspectos agronômicos qualitativos da cultura do milho. Anuário Pesquisa e Extensão Unoesc São Miguel do Oeste, v. 3, p. e18870, 31 ago. 2018. Disponível em:< https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/18870> Acessado em: 8 abri.

CAVALLI, E.; LANGE, A. Efeito residual do Potássio no sistema de cultivo soja-milho safrinha no cerrado Mato-Grossense. Cult Agron. 27(2):310–326, 2018. Disponível em:< https://ojs.unesp.br/index.php/rculturaagronomica/article/view/2446> Acessado em: 8 abri. 2020. DOI: https://doi.org/10.32929/2446-8355.2018v27n2p310-326

EMBRAPA_ EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 5. ed. Brasília: Embrapa, 2018. 356 p.

FERREIRA, D. F. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 35, n.6, p. 1039-1042, 2011.

GOMES, F. A.; RODRIGUES, E. N.; RODRIGUES, T. C.; SANTOS, V. J. N.; ALCÂNTARA, S. F.; SOUZA, F. N. Estresse hídrico e salino na germinação de sementes de feijão-caupi cv. BRS Pajeú. Colloquium Agrariae, [s.l.], v. 15, n. 4, p. 60-73, 2019. Disponível em:< http://revistas.unoeste.br/index.php/ca/article/view/2741/2813 > Acessado em: 28 mar. 2020. DOI: 10.5747/ca.2019.v15.n4.a312.

KAWAVATA, C. K. H.; FOIS, F. A. F.; COPPO, J. C.; ALVES NETO, A. Influência de doses e de duas fontes de potássio no sistema radicular do milho e na condutividade elétrica do solo. Investigación Agraria, 19(1), 28-34, 2017. Disponível em:< http://scielo.iics.una.py/pdf/ia/v19n1/2305-0683-ia-19-01-00028.pdf> Acessado em: 10 abri. 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.18004/investig.agrar.2017.junio.28-34.

MALAVOLTA, E. Manual de nutrição mineral de plantas. São Paulo: Agronômica Ceres, 2006.

MANTOVANI, A.; RIBEIRO, F. J.; VEIGA, M.; ZILIO, M.; FELICIO, T. P. Métodos de aplicação de potássio na soja em nitossolo vermelho. Unoesc & Ciência - ACBS, v. 8, n. 2, p. 169-176, 5 out. 2017. Disponível em:< https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acbs/article/view/12662/pdf > Acessado em: 7 mar. 2020.

MARSCHNER, H. Mineral nutrition of higher plants. 3.ed London: Elsevier, 643p, 2012.

SALTON, J. C.; FABRICIO, A. C.; TIRLONI, C.; GANCEDO, M. Cloreto de potássio na linha de semeadura pode causar danos à soja. Dourados: Embrapa Agropecuária Oeste, 3 p 2002.

SHAHID, S. A.; ZAMAN, M.; HENG, L. S. S. Historical Perspectives and a World Overview of the Problem.In Guideline for Salinity Assessment, Mitigation and Adaptation Using Nuclear and Related Techniques; Springer:Cham, Switzerland, 2018; pp. 43–53.

SILVA, A. F; Lazari, E. Doses e épocas de aplicação de potássio na cultura da soja em sucessão a plantas de cobertura. Semina: Ciências Agrárias, [s.l.], v. 35, n. 1, p. 179, 26 fev. 2014. Universidade Estadual de Londrina. http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2014v35n1p179.

SILVA, A. R.; CECON, P. R.; RÊGO, E. R.; NASCIMENTO M. Avaliação do coeficiente de variação experimental para caracteres de frutos de pimenteiras. Rev. Ceres (Impr.) Viçosa, v. 58, n. 2, p. 168-171, Apr. 2011. Disponível em:< http://www.scielo.br/pdf/rceres/v58n2/a06v58n2.pdf > Acessado em: 3 mar. 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-737X2011000200006

SILVA, E. C. A.; COSTA, J. R. S.; COSTA, P. C. F.; ALCANTAR, A. M. A. C.; SANTOS C. A.; NOGUEIRA, R. J. M. C. influência da salinidade na emergência e crescimento inicial de mulungu. Alagoas: Revista Ciência Agrícola, v. 17, p. 63, 2019. Disponível em:< http://www.seer.ufal.br/index.php/revistacienciaagricola/article/view/5195/6204> Acessado em: 3 mar. 2020.

TAKASU, A. T.; HAGA, K. I.; RODRIGUES, R. A. F.; ALVES, C. J. Produtividade da cultura do milho em resposta à adubação potássica. Revista Brasileira de Milho e Sorgo, Brasília, v. 13, n. 2, p.154-161, 2014. Disponível em:< https://www.researchgate.net/profile/Kuniko_Haga2/publication/290897067_Produtividade_da_Cultura_do_Milho_em_Resposta_a_Adubacao_Potassica/links/57057b7208ae74a08e274c4e/Produtividade-da-Cultura-do-Milho-em-Resposta-a-Adubacao-Potassica.pdf > Acessado em: 18 mar. 2020. DOI: 10.18512/1980-6477/rbms.v13n2p154-161

TAVARES, L. C.; TUNES, L. M.; BRUNES, A. P; FONSECA, D. Â. R.; RUFINO, C. A.; BARROS, A. C. S. A.; MELO, S. C.. Potássio via recobrimento de sementes de soja: efeitos na qualidade fisiológica e no rendimento. Ciência Rural, [S.L.], v. 43, n. 7, p. 1196-1202, jul. 2013. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s0103-84782013000700009.

Publicado

2020-08-04

Como Citar

RIBEIRO, R. H.; ANJOS, D. N.; FREITAS, P. G.; RIBEIRO, J. S. Efeito da salinidade do cloreto de potássio na emergência e no crescimento inicial de plântulas de soja. PesquisAgro, v. 3, n. 1, p. 110 - 117, 4 ago. 2020.