Revista Alembra publica nova chamada para publicação no 2°sem/2019

Atentos à importância do discurso para o nascimento, manutenção e memória sobre os regimes autoritários, a Revista Alembra propõe como temática em seu número 3, a ser publicado em dezembro de 2019, um exame sobre os regimes autoritários nas perspectivas das letras e ciências humanas.

No Brasil e pelo mundo, as estratégias de comunicação e a literatura ora fundaram representações que garantiriam o caminho cultural profícuo ao autoritarismo, ora desconstruiram discursos vigentes, fosse através da carnavalização, distopia, crítica categórica, utilizando da expressão e estética para se imiscuir por entre as fissuras do controle da comunicação e tornarem-se referências simbólicas da luta pela liberdade.

A Revista Alembra publicará:

- estudo sobre poemas, romances, letras de músicas, peças teatrais, contos e crônicas participes destes processos de des'locamento nos regimes autoritários no Brasil e no mundo.

- Estudos que descrevam, discutam e analisem a comunicação e discursos usados como estratégia para sustentação, manutenção ou memória destes regimes.  

Nas ciências humanas, as últimas eleições brasileiras, bem como o crescimento da extrema-direita no mundo, deixaram entrever que a nova ascensão do autoritarismo perpassa por crises econômicas, políticas e de subjetividade. Na atualidade, reescreve-se a memória coletiva e as narrativas populistas que sustentam a necessidade de medidas autoritárias como única alternativa. Este número pretende fomentar a crítica e comparação entre definições, teorias e narrativas sobre os regimes autoritários do passado, do presente e suas repercussões em um futuro (im)possível.   

Os artigos e textos literários serão aceitos até 30 de setembro de 2019.

http://periodicos.cfs.ifmt.edu.br/periodicos/index.php/alembra/index