Baixo Araguaia: Um sertão “sem Lei”

Autores

  • Vilson Ribeiro Magalhães IFMT
  • Susana Ferreira da Silva IFMT
  • Mara Maria Dutra IFMT Campus Barra do Garças

DOI:

10.47270/RA.2596-2671.2019.v1.n3.id588

Resumo

O presente estudo se insere no confronto da população do Baixo Araguaia em proclamar seus direitos básicos numa longa história de luta, permeada de violência e aos olhos vendados da Justiça e do Estado. Nos sertões do Baixo Araguaia ainda são notórios a imposição do ‘mais forte’, o silenciar pelo medo, porém, hoje, não mais se calam os gritos dos oprimidos. Nesse estudo de revisão bibliográfica, inicialmente é realizada uma reflexão sobre os sertões na República Federativa do Brasil. Também se discute sobre o faroeste sertanejo no Baixo Araguaia (MT) e por fim é apresentada a educação como ferramenta libertadora, que, com a presença de inúmeros sujeitos históricos desde meados da década de 1960, provocaram mudanças significativas na vida dos moradores dessa região.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vilson Ribeiro Magalhães, IFMT

Especialista em Educação do Campo (IFMT Campus Confresa).Professor da Educação Básica (SEDUC-MT).

Susana Ferreira da Silva, IFMT

Especialista em Educação do Campo (IFMT Campus Confresa).Professora da Educação Básica (SEDUC-MT).

Mara Maria Dutra, IFMT Campus Barra do Garças

Possui graduação em Licenciatura em Pedagogia - Faculdades Integradas de Santo Ângelo (1988), Especialização em Educação Especial e Inclusão- ICE (2008), Especialização em PROEJA- IFMT (2012) e Mestrado em Ciência Ambientais pela UNEMAT (2015). Professora do IFMT Campus Barra do Garças.

Publicado

2020-01-05

Como Citar

MAGALHÃES, V. R.; SILVA, S. F. DA; DUTRA, M. M. Baixo Araguaia: Um sertão “sem Lei”. Revista AlembrA, v. 1, n. 3, 5 jan. 2020.