A GESTÃO ESCOLAR E O OLHAR PEDAGÓGICO NO COTIDIANO DA ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DE SUPERAÇÃO DA NÃO APRENDIZAGEM DA LEITURA E DA ESCRITA
PDF
.

Métricas

  • Visualizações 66
  • PDF downloads: 34

Palavras-chave

School management
Literacy
Pedagogical practice Gestión Escolar
Alfabetización
Práctica Pedagógica Gestão Escolar
Alfabetização
Prática Pedagógica

Como Citar

OLIVEIRA, R. A. P. de. A GESTÃO ESCOLAR E O OLHAR PEDAGÓGICO NO COTIDIANO DA ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DE SUPERAÇÃO DA NÃO APRENDIZAGEM DA LEITURA E DA ESCRITA. Revista Prática Docente, [S. l.], v. 6, n. 1, p. e009, 2021. DOI: 10.23926/RPD.2021.v6.n1.e009.id1000. Disponível em: http://periodicos.cfs.ifmt.edu.br/periodicos/index.php/rpd/article/view/1000. Acesso em: 17 abr. 2021.

Resumo

O presente artigo descreve as ações conjuntas entre professoras e gestora escolar para possibilitar que estudantes superassem a não aprendizagem da leitura e da escrita. Face ao índice de reprovação, divulgado em 2018 no município, demonstrando que cerca de 300 alunos reprovaram no 3º ano do Ensino Fundamental, surge a preocupação nas escolas em melhorar esse resultado. Nesse cenário, apresenta-se a experiência de uma escola municipal, descrevendo os procedimentos adotados para auxiliar nessa aprendizagem. A partir de grupos de discussão, debatiam-se alternativas e ações a serem implementadas para preencher lacunas na alfabetização de 13 crianças, de dois 3ºanos do Ensino Fundamental que, ao final do primeiro trimestre de 2019, apresentavam-se, ainda, não alfabetizados. No projeto, professoras e gestora escolar acompanharam de perto o processo pedagógico, planejando e desenvolvendo estratégias que possibilitaram a aprendizagem das crianças; promoveram reflexões e mudança acerca da metodologia utilizada para alfabetizar na escola e a prática colaborativa.
10.23926/RPD.2021.v6.n1.e009.id1000
PDF

Referências

ANDRÉ, Marli Eliza. Estudo de caso: seu potencial na educação. São Paulo: Cadernos de Pesquisa, n. 49, maio 1984.

BARBEIRO, Silvana Ruiz. A importância das práticas construtivistas no processo de alfabetização e letramento com foco na leitura e escrita. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 04, Ed. 07, Vol. 07, pp. 21-30. Julho de 2019. ISSN: 2448-0959.

BRASIL. Decreto nº 9.765, de 11 de abril de 2019. Institui e orienta a implantação do Plano Nacional de Alfabetização. Diário Oficial da União, seção 1, de 11 abril. 2019. Disponível em:http://www.in.gov.br/materia/-asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/71137476/do1e-2019-04-11-decreto-n-9-765-de-11-de-abril-de-2019-71137431. Acesso em 10/11/2019.

BRASIL MEC: Base Nacional Comum Curricular. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 05/11/2019.

BRASIL. Resolução CNE/CP nº 2, de 22 de dezembro de 2017. Institui e orienta a implantação da Base Nacional Comum Curricular, a ser respeitada obrigatoriamente ao longo das etapas e respectivas modalidades no âmbito da Educação Básica. Diário Oficial da União, seção 1, 22 dez. 2017.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Diretrizes e bases da educação nacional.

Diário Oficial da União, Brasília, DF, 20 dez. 1996.

CARDOSO, Martins Claudia; CORRÊA, Marcela Fulanete. In: Caderno PNA (2019). O desenvolvimento da escrita nos anos pré-escolares: questões acerca do estágio silábico. Psicologia: Teoria e Pesquisa, v. 24(3), p. 279-286, 2008.

CHALL, Jeanne, Sternlicht. Learning to read: the great debate; an inquiry into the science, art and ideology of old and new methods of teaching children to read 1910-1965. New York: McGraw-Hill, 1967. Disponível em: https://www.weber.edu/wsuimages/jmitchell/MEDUC%206355/The%20Great%20Debate.pdf Acesso em:10/11/2019.

ESTEIO, Prefeitura Municipal. Base Municipal Comum Curricular: uma construção reflexiva, dialógica e coletiva. Secretaria Municipal de Educação. Porto Alegre: Gênese, 2017.

FERREIRO, Emília; TEBEROSKY, Ana. Psicogênese da língua escrita. Porto Alegre: Artmed, 1999.

FLICK, Uwe. Introdução à pesquisa qualitativa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

FORTES, Luis. Lançamento da cartilha da Política Nacional de Alfabetização (PNA). Pátio: Desafios da Educação. 15 de agosto de 2019. Disponível em:https://desafiosdaeducacao.grupoa.com.br/politica-nacional-alfabetizacao/. Acesso em 10/11/2019.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 8. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1998.

FUNDAÇÃO LEMANN. QEdu: Taxas de rendimento escolar, Esteio 2018. Disponível em: https://www.qedu.org.br/# . Acesso em 09/05/2019.

GAMBOA, Silvio Sánchez. Epistemologia da pesquisa em educação: estruturas lógicas e tendências metodológicas. 1987. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1987. Disponível em: http://www.geocities.ws/grupoepisteduc/arquivos/tesegamboa.pdf . Acesso em: 22 out. 2019.

GATTI, Bernadete Angelina. (org.). Valorização da docência e avaliação do trabalho docente. In: GATTI, Bernadete Angelina. O trabalho docente: avaliação, valorização, controvérsias. São Paulo: Fundação Carlos Chagas, 2013. p. 153-176.

HERNÁNDEZ, Fernando. Transgressão e Mudança na Educação: Os projetos de trabalho. Porto Alegre: Artmed, 1998.

JARDINI, Renata Savastano Ribeiro. Fonema ou gesto articulatório: quem, de fato, alfabetiza? Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 13, n. 2, p. 839-854, abr./jun., 2018. E-ISSN: 1982-5587. DOI: 10.21723/riaee.v13.n2.2018.9496.

LIMA, Cirilo Montenegro de. MONTENEGRO, Jilsete Braz dos Santos. Dificuldades de aprendizagem: interfaces entre o ciclo da alfabetização e seus reflexos no ensino fundamental. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 04, Ed. 03, Vol. 02, pp. 100-112. Março de 2019. ISSN: 2448-0959.

LÜCK, Heloísa. A Gestão Participativa na Escola. 10ª ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2011.

LÜCK, Heloísa. Concepções e Processos Democráticos de Gestão Educacional. 8ª ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2012.

LÜCK, Heloísa. Concepções e Processos Democráticos de Gestão Educacional. 9ª ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2017.

MORAES, Roque; GALIAZZI, Maria do Carmo. Análise textual discursiva: processo reconstrutivo de múltiplas faces. Ciência & Educação (Bauru), v. 12, n. 1, p. 117-128, 2006.

PARO, Vitor Henrique. Gestão democrática da escola pública. São Paulo: Ed. Ática, 2001.

PERFEITO, Marcia Vânia Silverio; MENDES, Solange Oliveira Alves de; ALMEIDA, Lucinalva Andrade Ataíde. Avaliação Nacional da Alfabetização no contexto escolar um olhar para as concepções docentes e da gestão educacional. SÉRIE-ESTUDOS, Campo Grande, v.24, n. 51, p. 227-248, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.20435/serie-estudos.v24i51.1160 . Acesso em: 21/10/2019.

PIAGET, Jean. The role of action in the developement of thinking. In: OVERTON, WILLIS & GALLAGHER, Jeanette Marie. Advances in research and theory. New York: Plenumm Press,1977.

STRECK, Danilo. Correntes Pedagógicas. Rio de Janeiro: Vozes, 1994.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2007.

TEBEROSKY, Ana; TOLCHINSKY, Liliana. Além da alfabetização. São Paulo: Ática, 2002.

TEBEROSKY, Ana. Aprendendo a escrever - perspectivas psicológicas e implicações educacionais. São Paulo: Ática,1997.

ZABALA, Antoni. A Prática Educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed, 1998.

Creative Commons License

Este trabalho está licensiado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 A Revista Prática Docente tem o direito de primeira publicação

Downloads

Não há dados estatísticos.