EDUCAÇÃO INTEGRAL E ESPIRITUALIDADE: OS BENEFÍCIOS DESSA RELAÇÃO PARA UMA FORMAÇÃO INTEGRAL DO SER HUMANO

Thiago Dutra, Jaqueline Moll

Resumo


A educação integral com tempo estendido para sete horas diárias e um enfoque multidimensional do ser humano, se coloca como a concepção defendida pela legislação educacional brasileira e por pensadores contemporâneos do processo educacional, tais como Anísio Teixeira e Paulo Freire. O educando deve ser encarado enquanto ser complexo, formado por dimensões física, emocional, mental, social, cultural, e espiritual, sendo necessário que a educação foque no seu desenvolvimento integral. Na sociedade materialista de hoje a dimensão espiritual ficou excluída do ambiente escolar, ou delegada à marginalidade, o artigo procura demonstrar os benefícios e as possibilidades de desenvolvê-la na educação formal, levando em consideração os estudos de diversos autores, tais como Jean Piaget, Carl Jung, Ubiratan D’Ambrosio, entre outros.


Palavras-chave


Educação Integral. Ser Humano Integral. Espiritualidade. Cultura de Paz.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, J. R. de. Ensinar a paz: proposta para um currículo de educação integral. In: MOLL, J. (et al.). Caminhos da educação integral no Brasil: direito a outros tempos e espaços educativos. Porto Alegre: Penso, 2012, p.207-221.

ALMINHANA, L. O. e MOREIRA-ALMEIDA, A. Personalidade e religiosidade/espiritualidade (R/E). Texto apresentado no departamento de Psicologia da Universidade Federal de Juiz de Fora, 04/12/2008.

ARROYO, M. G. O direito a tempos-espaços de um justo e digno viver. In: MOLL, J. (et al.). Caminhos da educação integral no Brasil: direito a outros tempos e espaços educativos. Porto Alegre: Penso, 2012, p.33-45.

CARDOSO, M. L. P. Educação para a nova era: uma visão contemporânea para país e professores. São Paulo: Summus, 1999.

BRENNAN, B. A. Mãos de Luz: um guia para cura através do campo de energia humana. 13ª edição. São Paulo: Pensamento, 1996.

D’AMBROSIO, U. Formação de valores: um enfoque transdisciplinar. In: MOLL, J. (et al.). Caminhos da educação integral no Brasil: direito a outros tempos e espaços educativos. Porto Alegre: Penso, 2012, p.106-117.

DELOR, J. Educação: um tesouro a descobris. Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI. UNESCO: 1996.

FERREIRA, A. L. e LEAL, A. L. Formação humana e adolescência: a espiritualidade como fator de promoção de resiliência. In: FERREIRA, A. L. Do ‘entre-deux’ de Merleau-Ponty à atenção/consciência do budismo e da abordagem transpessoal: busca de uma pedagogia direcionada para integralidade da formação. Recife: Tese de doutorado em Educação, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), 2006.

GIOLO, J. Educação de tempo integral: resgatando elementos históricos e conceituais para o debate. In: MOLL, J. (et al.). Caminhos da educação integral no Brasil: direito a outros tempos e espaços educativos. Porto Alegre: Penso, 2012, p. 94-105.

GOLEMAN, D. Inteligência emocional: a teoria revolucionária que redefine o que é ser inteligente. Rio de Janeiro: Objetiva, 1995.

GOSWAMI, A. O universo autoconsciente: como a consciência cria o mundo material. São Paulo: Aleph, 2007.

INCONTRI, D; BIGUETO, A. C. Todos os jeitos de crer- ensino inter-religioso. Volumes: 1, 2, 3, 4. São Paulo: Editora Ática, 2011.

JUNG, C. G. Psicologia e religião. Petrópolis: Vozes, 1984.

JUNG, C. G. et.al. O homem e seus símbolos. 2.ed. especial- Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008.

KEHL, M. R. A juventude como sintoma da cultura. In.: NOVAES, R.; VANNUCHI, P. (orgs.). Juventude e Sociedade: trabalho, educação, cultura e participação. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2004, p.89-114.

LAMA, Dalai. Mente em conforto e sossego: a visão da iluminação na grande perfeição. São Paulo: Gaia, 2008.

LAMA, Dalai. A arte da felicidade: um manual para a vida. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

MOLL, J. (et al.). Caminhos da educação integral no Brasil: direito a outros tempos e espaços educativos. Porto Alegre: Penso, 2012.

MONTESSORI, M. A mente da criança- mente absorvente. Tradução de Pedro da Silveira. Portugália Editora, s/d. 344p.

MONTESSORI, M. A criança. Tradução de Adília Ribeiro. 5ª edição. Portugália Editora. s/d. 319p.

PERONDI, M. Narrativas de jovens: experiências de participação social e sentidos atribuídos às suas vidas. Porto Alegre: Tese de doutorado em Educação (UFRGS), 2013.

PIAGET, J. Para onde vai a educação? Tradução de Ivette Braga-16ª ed.- Rio de Janeiro: José Olympio, 2002.

PORTASIO, M. Fora da educação não há salvação: educar sempre...uma proposta pedagógica para a humanidade. São Paulo: DPL Editora, 2008.

SANDRINI, M. Religiosidade e educação no contexto da pós-modernidade. Petrópolis, RJ: Editora Vozes, 2009.

SOUZA, D. Em busca do ser integral. Brasília: LGE Editora, 2009.

STEINER, R. A fisiologia oculta: os órgãos como sistema cósmico interior. Trad. do alemão por Sonia Setzer, 3ª edição. São Paulo: Editora Antroposófica, 2003.

STEINER, R. A ciência oculta: esboço de uma cosmovisão supra-sensorial. Trad. do alemão por Rudolf Lanz e Jacira Cardoso, 6ª edição. São Paulo: Editora Antroposófica, 2006.

YUS, R. Educação integral: uma educação holística para o século XXI. Porto Alegre: Artmed, 2002.




DOI: http://dx.doi.org/10.23926/rpd.v2i1.48

Apontamentos

  • Não há apontamentos.