TRILHA DO CERRADO
PDF

Palavras-chave

Ensino de Biologia
Jogos Didáticos
Cerrado Teaching Biology
Didactic Games
Cerrado

Como Citar

NUNES, A. F. .; MENEZES, J. P. C. DE. TRILHA DO CERRADO: JOGO PARA ENSINO DO BIOMA CERRADO. Revista Prática Docente, v. 5, n. 2, p. 1076-1092, 31 ago. 2020.

Resumo

Os jogos têm sido considerados cada vez mais popular no processo de ensino-aprendizagem. No entanto, sabemos pouco sobre a eficácia dos jogos na aquisição de conhecimentos dos estudantes. Considerando a importância desta ferramenta no ensino, este trabalho teve por objetivo avaliar o potencial de um jogo de tabuleiro em trabalhar o bioma Cerrado com estudantes do ensino médio. A aplicação do jogo seguiu os Três Momentos Pedagógicos e foi avaliada com base na em observações de campo, na Taxonomia de Bloom revisada e com auxílio de um questionário. Desta forma, foi possível observar que a atividade conseguiu atingir os estudantes, desenvolvendo e aprimorando os conceitos do bioma Cerrado. Esses conceitos foram verificados conforme avaliação proposta segundo a Taxonomia de Bloom. Desta forma, acreditamos que o uso de jogos para tratar temas tais como os biomas têm grande potencial de ser utilizado no ensino médio.
https://doi.org/10.23926/RPD.2526-2149.2020.v5.n2.p1076-1092.id725
PDF

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. 3ª. Lisboa: Edições, v. 70, p. 223, 2004.

BARROS, Aidil J. da Silveira; LEHFELD, Neide A. de Souza. Fundamentos de metodologia científica: um guia para a iniciação científica. São Paulo: Makron Books, 2000.

BEZERRA, Rafael Gonçalves; SUESS, Rodrigo Capelle. Abordagem do bioma Cerrado em livros didáticos de Biologia do Ensino Médio. HOLOS, v. 1, p. 233-242, 2013. Disponível em: https://doi.org/10.15628/holos.2013.1289 Acessado em: 25 maio 2020.

BIZERRIL, Marcelo Ximenes Aguiar. O cerrado nos livros didáticos de geografia e ciências. Ciência hoje, v. 32, n. 192, p. 56-60, 2003.

BRAGA, Rodrigo Gomes; MATOS, S. Kronus: Refletindo sobre a construção de um jogo com viés investigativo. Experiências em Ensino de Ciências, v. 8, n. 2, p. 701-719, 2013.

CAMPOS, Luciana Maria Lunardi et al. A produção de jogos didáticos para o ensino de ciências e biologia: uma proposta para favorecer a aprendizagem. Caderno dos Núcleos de Ensino, v. 47, p. 47-60, 2003.

CARVALHO, Aurilene Maria de Souza; SILVA, Dianne Michelle Alves. Abordagem do Bioma Cerrado nos livros didáticos do Ensino Médio. Experiências em Ensino de Ciências, v. 14, n. 3, 2019. Disponível em: http://if.ufmt.br/eenci/artigos/Artigo_ID671/v14_n3_a2019.pdf. Acessado em: 23 maio 2020.

CHENG, Meng-Tzu; ANNETTA, Len. Students’ learning outcomes and learning experiences through playing a Serious Educational Game. Journal of Biological Education, v. 46, n. 4, p. 203-213, 2012. Disponível em: https://doi.org/10.1080/00219266.2012.688848. Acessado em: 23 maio 2020.

CHENG, Meng-Tzu; ROSENHECK, Louisa; LIN, Chen-Yen; KLOPFER, Eric. Analyzing gameplay data to inform feedback loops in The Radix Endeavor. Computers & Education, v. 111, p. 60-73, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.compedu.2017.03.015. Acessado em: 23 maio 2020.

CRISP, Mike. Biome assembly: what we know and what we need to know. Journal of Biogeography, v. 33, n. 8, p. 1332-1333, 2006. Disponível em: https://doi.org/10.1111/j.1365-2699.2006.01551.x. Acessado em: 23 maio 2020.

DE BYL, Penny; BRAND, Jeffrey E. Designing games to motivate student cohorts through targeted game genre selection. In: Handbook of research on improving learning and motivation through educational games: Multidisciplinary approaches. IGI Global, 2011. P. 567-582.

DEDE, Chris. Immersive interfaces for engagement and learning. Science, v. 323, n. 5910, p. 66-69, 2009. Disponível em: https://science.sciencemag.org/content/323/5910/66/tab-pdf. Acessado em: 23 maio 2020.

DELIZOICOV, Demétrio; ANGOTTI, José André. Metodologia do Ensino de Ciências. 1990.

EMMEL, Rubia; ARAÚJO, Maria Cristina Pansera de. A pesquisa sobre o livro didático no Brasil: contexto, caracterização e referenciais de análise no período 1999-2010. ANPED Sul, v. 9, 2012.

FERRAZ, Ana Paula do Carmo Marcheti; BELHOT, Renato Vairo. Taxonomia de Bloom: revisão teórica e apresentação das adequações do instrumento para definição de objetivos instrucionais. Gestão & Produção, v. 17, n. 2, p. 421-431, 2010. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-530X2010000200015 Acessado em: 25 maio 2020.

GARDNER, Howard; CHEN, Jie-Qi; MORAN, Seana. Inteligências Múltiplas. Penso Editora, 2009.

GARRIS, Rosemary; AHLERS, Robert; DRISKELL, James E. Games, motivation, and learning: A research and practice model. Simulation & Gaming, v. 33, n. 4, p. 441-467, 2002. Disponível em: https://doi.org/10.1177/1046878102238607. Acessado em: 23 maio 2020.

JEAN JUSTICE, Lenora; RITZHAUPT, Albert D. Identifying the Barriers to Games and Simulations in Education: Creating a Valid and Reliable Survey. Journal of Educational Technology Systems, v. 44, n. 1, p. 86-125, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.1177/0047239515588161. Acessado em: 23 maio 2020.

KISHIMOTO, Tizuko M. Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. Cortez editora, 2017.

KOLB, David A. Experiential learning: Experience as the source of learning and development. FT press, 2014.

KRASILCHIK, Myriam. Prática de ensino de Biologia - 4º ed. rev. e ampl.. 2º Reimpr.–São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2008.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. Cortez editora, 2014.

MASCARENHAS, Luciane Martins de Araújo. A tutela legal do bioma cerrado. Revista UFG, v. 12, n. 9, 2010. Disponível em: https://files.cercomp.ufg.br/weby/up/694/o/09_Atuteladobiomacerrado.pdf Acessado em: 25 maio 2020.

MIRANDA, Jean Carlos; GONZAGA, Glaucia Ribeiro; COSTA, Rosa Cristina. Produção e avaliação do jogo didático “Tapa Zoo” como ferramenta para o estudo de zoologia por alunos do ensino fundamental regular. Holos, v. 4, p. 383-400, 2016. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/4815/481554867033.pdf Acessado em: 25 maio 2020.

NUNES, Alexandre Ferreira. Jogo didático para ensino do bioma cerrado. 2020. 103 f. Brasília: Dissertação (Mestrado Profissional no Ensino de Biologia) - Universidade de Brasília, Brasília, 2020.

PAPASTERGIOU, Marina. Digital game-based learning in high school computer science education: Impact on educational effectiveness and student motivation. Computers & Education, v. 52, n. 1, p. 1-12, 2009. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.compedu.2008.06.004. Acessado em: 23 maio 2020.

PEREIRA, Heloisa Silva Aparecida Barbosa; PEREIRA, Thalita Mendes; MAGALHÃES, Ana Carolina. Síntese Proteica" O Jogo". Revista de Ensino de Bioquímica, v. 15, p. 41-48, 2017.

RAHAL, Fábio Adhemar da Silva. Jogos didáticos no ensino de Física: um exemplo na Termodinâmica. Anais do VIII SNEF, 2009.

RECKIEN, Diana; EISENACK, Klaus. Urban sprawl: Using a game to sensitize stakeholders to the interdependencies among actors’ preferences. Simulation & Gaming, v. 41, n. 2, p. 260-277, 2010. Disponível em https://doi.org/10.1177/1046878108321871. Acesso em 24 maio 2020.

RIBEIRO, Maiane Santos Malaquias e Suely de Souza. A Importância do Lúdico no Processo de Ensino-Aprendizagem no Desenvolvimento da Infância. Psicologado, [S.l.]. (2013). Disponível em https://psicologado.com.br/atuacao/psicologia-escolar/a-importancia-do-ludico-no-processo-de-ensino-aprendizagem-no-desenvolvimento-da-infancia. Acesso em 24 maio 2020.

RICHARDSON, Matthew L. Using an Exploratory Internet Activity & Trivia Game to Teach Students about Biomes. Science Activities, v. 46, n. 2, p. 19-24, 2009. Disponível em: https://doi.org/10.3200/SATS.46.2.19-24. Acessado em: 23 maio 2020.

SCARFE, Neville Vincent. Play is education. Childhood Education, v. 39, n. 3, p. 117-121, 1962. Disponível em: https://doi.org/10.1080/00094056.1962.10726996. Acessado em: 23 maio 2020.

SCHALL, Virginia T. Environmental and health education for school-age children: a transdisciplinary approach. Cadernos de Saúde Pública, v. 10, p. 259-263, 1994. Disponível em:https://www.scielosp.org/article/csp/1994.v10n2/259-263/ Acessado em: 25 maio 2020.

SHABANEH, Yasmin; FARRAH, Mohammed. The effect of games on vocabulary retention. Indonesian Journal of Learning and Instruction, v. 2, n. 01, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.25134/ijli.v2i01.1687. Acessado em: 23 maio 2020.

SILVA, Ana Paula Miranda; SILVA, Maria Francilene Souza; ROCHA, Francinalda Maria Rodrigues; ANDRADE, Ivanilza Moreira. Aulas práticas como estratégia para o conhecimento em botânica no ensino fundamental. Holos. Rio de Janeiro, v.8, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.15628/holos.2015.2347. Acessado em: 23 maio 2020.

SKILBECK, Adrian. Dewey on Seriousness, Playfulness and the Role of the Teacher. Education Sciences, v. 7, n. 1, p. 16, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.3390/educsci7010016. Acessado em: 23 maio 2020.

VALENČIČ ZULJAN, Milena; VOGRINC, Janez. Facilitating effective student learning through teacher research and innovation. 2010. 322 f. Tese de Doutorado. Univerza v Ljubljani, Pedagoška fakulteta, 2010. Disponível em https://repozitorij.uni-lj.si/IzpisGradiva.php?id=69328. Acessado em: 23 maio 2020.

WOLSKI, Zilma do Belém. Atividades lúdicas de aprender e brincar com as células. Os desafios da escola pública paranaense na perspectiva do professor PDE – Produto didático pedagógico. Secretaria da Educação. Estado do Paraná. Palmital, v.2, 2013.

Creative Commons License

Este trabalho está licensiado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2020 A Revista Prática Docente tem o direito de primeira publicação

Downloads

Não há dados estatísticos.