FORMAÇÃO DOCENTE: O PERFIL DOS PROFESSORES DE CIÊNCIAS DOS ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
PDF

Palavras-chave

Formação de professores
Desenvolvimento Profissional Docente
Ensino de Ciências

Como Citar

RIBEIRO, A.; SEDANO, L. FORMAÇÃO DOCENTE: O PERFIL DOS PROFESSORES DE CIÊNCIAS DOS ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL. Revista Prática Docente, v. 5, n. 2, p. 1234-1255, 31 ago. 2020.

Resumo

Este artigo tem por objetivos analisar o perfil de um grupo de professores que lecionam Ciências nos anos finais do Ensino Fundamental em uma rede municipal da Bahia, classificando-o de acordo com os indicadores de adequação da formação docente e discutir indicativos de uma formação compatível pedagogicamente com a etapa de ensino em discussão. Em uma abordagem qualitativa, apresentam-se e discutem-se dados de uma pesquisa de mestrado sobre Desenvolvimento Profissional. A análise foi construída com base em cinco categorias de adequação da formação. Como resultados foram encontrados 53 dos 67 docentes pesquisados com formação diversa da adequada para a área na qual estão atuando e predominância de pedagogos entre os professores que lecionam Ciências nos anos finais do Ensino Fundamental.
https://doi.org/10.23926/RPD.2526-2149.2020.v5.n2.p1234-1255.id796
PDF

Referências

BRASIL. Lei n. 4.024, de 20 de dezembro de 1961. Fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União. Brasília, DF. 1961. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L4024.htm. Acesso em: 13 fev. 2020.

BRASIL. Lei n. 5.692, de 11 de agosto de 1971. Fixa Diretrizes e Bases para o ensino de 1° e 2º graus, e dá outras providências. Brasília, DF. 1971. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1970-1979/lei-5692-11-agosto-1971-357752-publicacaooriginal-1-pl.html. Acesso em: 14 fev. 2020.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, DF. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 17 fev. 2020.

BRASIL. Decreto n. 3.276, de 6 de dezembro de 1999. Dispõe sobre a formação em nível superior de professores para atuar na educação básica e dá outras providências. Brasília, DF. 1999. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/D3276.htm. Acesso em: 2 mar. 2020.

BRASIL. Parecer CNE/CP n.º 009/2001. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Brasília, DF. 2001. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/009.pdf. Acesso em: 21 fev. 2020.

BRASIL. Parecer CNE/CES 1301/2001, de 6 de novembro de 2001. Ministério da Educação, Conselho Nacional de Educação. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de Bacharelado e de Licenciatura em Ciências Biológicas. Brasília, DF. 2001, Seção 1, p. 25, 2001. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES1301.pdf. Acesso em: 13 fev. 2020.

BRASIL. Parecer CNE/CES 1.303, 06 de novembro de 2001. Ministério da Educação, Conselho Nacional de Educação. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de Bacharelado e de Licenciatura em Química. Brasília, DF. 2001, Seção 1, p. 25. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES1303.pdf. Acesso em: 13 fev. 2020.

BRASIL. Parecer CNE/CES 1.304, 06 de novembro de 2001. Ministério da Educação, Conselho Nacional de Educação. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de Bacharelado e de Licenciatura em Física. Brasília, DF. 2001, Seção 1, p. 25. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES1304.pdf. Acesso em: 13 fev. 2020.

BRASIL. Parecer 05/2005, de 13 de dezembro de 2005. Conselho Federal de Educação. Conselho Pleno. Estabelece Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Pedagogia. Brasília, DF. 2005. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/pcp05_05.pdf. Acesso em: 13 fev. 2020.

BRASIL. Resolução n.º 4, de 13 de julho de 2010. Define Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica. Brasília, DF. 2010. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/rceb004_10.pdf. Acesso em: 5 fev. 2020.

BRASIL. Instituições de educação superior e cursos cadastrados. 2017. Disponível em: http://emec.mec.gov.br/emec/nova. Acesso em: 12 mar. 2020.

CARVALHO, Anna Maria Pessoa; GIL-PÉREZ, Daniel. Formação de professores de ciências: tendências e inovações. 10. ed. Revisão técnica de Ana Maria Pessoa de Carvalho. São Paulo: Cortez, 2011.

CRYSTAL, Relatório Técnico Semestral (janeiro a julho). Departamento de Educação Básica. Secretaria Municipal de Educação. Município de Crystal. 2013

DARLING-HAMMOND, Linda; WEI, Ruth Chung; ANDREE, Alethea; RICHARDSON, Nikole.; ORPHANOS, Stelion. Professional learning in the learning profession. Washington, DC: National Staff Development Council, 12. 2009.

DARLING-HAMMOND, Linda; HYLER, Maria; GARDNER, Madelyn. Effective Teacher Professional Development. Learning Policy Institute, Palo Alto, CA, 2017.

DAY, Christopher. Developing teachers: The challenges of lifelong learning. Routledge. 2002. Disponível em: https://eric.ed.gov/?id=ED434878. Acesso em: 16 abr. 2020.

DEVECHI, Catia Piccolo Viero; TAUCHEN, Gionara; LANZ, Helza Ricarte. Educação comparada internacional: percepções sobre a formação de professores no Brasil e na Alemanha. Revista Espaço Pedagógico, Passo Fundo, v. 24, n. 1, 74-97, 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5335/rep.v24i1.6994. Acesso em: 23 jul. 2020.

FLICK, U. Introdução à pesquisa qualitativa. Tradução Joice Elias Costa. 3ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

GATTI, Bernardete. Formação inicial de professores para a educação básica: Pesquisas e políticas educacionais. Est. Aval. Educ., São Paulo, v. 25, n. 57, p. 24-54, 2014. Disponível em: http://dx.doi.org/10.18222/eae255720142823. Acesso em: 23 jul. 2020.

GOZZI, Maria Estela; RODRIGUES, Maria Aparecida. Características da formação de professores de ciências naturais. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 17, n. 2, p. 423-449, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.28976/1984-2686rbpec2017172423. Acesso em: 14 maio 2020.

GUSKEY, Thomas; YOON, Kwang Suk. What Works in Professional Development? Phi Delta Kappan, Washington, v. 90, n. 7, p. 495-500, mar. 2009. SAGE Publications. 2009. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1177/003172170909000709. Acesso em: 12 jan. 2020.

IMBERNON, Rosely Aparecida Liguori; GUIMARÃES, Eliane Mendes; GALVÃO, Rozana de Medeiros Souza; LIMA, Aldeniza Cardoso de; SANTIAGO, Lucídia Fonseca; JANNUZZI, Célia Maria Lira. Um panorama dos cursos de licenciatura em ciências naturais (LCN) no Brasil a partir do 2º Seminário Brasileiro de Integração de Cursos de LCN/2010. Experiências em Ensino de Ciências, Cuiabá, v. 6, n. 1, p. 85-93, 2011. Disponível em: http://if.ufmt.br/eenci/artigos/Artigo_ID134/v6_n1_a2011.pdf. Acesso em: 12 jan. 2020.

INEP. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Nota Técnica n. 020/2014: Indicador de adequação da formação do docente da educação básica. Brasília, DF: INEP, 2014.

INEP. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo Escolar Brasil. 2015. Disponível em: http://inep.gov.br/censo-escolar. Acesso em: 17 jun. 2020.

LÜDKE, Menga.; ANDRÉ, Marli. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MARCELO, Carlos. Desenvolvimento profissional docente: passado e futuro. Sísifo Revista de ciências da educação, Portugal, v. 8, p. 7-22. jan./abr. 2009. Disponível em: http://www.unitau.br/files/arquivos/category_1/MARCELO___Desenvolvimento_Profissional_Docente_passado_e_futuro_1386180263.pdf. Acesso em: 27 mar. 2020.

OBSERVATÓRIO DO PNE. Proporção de docentes que possuem formação superior compatível com a área de conhecimento que lecionam: anos finais do Ensino Fundamental. 2014. Disponível em: http://www.observatoriodopne.org.br/metas-pne. Acesso em: 27 mar. 2020.

OCDE. Brasil no PISA 2015: análises e reflexões sobre o desempenho dos estudantes brasileiros. São Paulo: Fundação Santillana, 2016.

PARANÁ. Conselho Estadual de Educação (CEE). Parecer CEE/CES nº 190/10. Processo n. 1157/10: Renovação do Reconhecimento do Curso de Graduação em Ciências – Licenciatura – Campus de Goioerê, PR. 2010. Disponível em: http://www.cee.pr.gov.br/arquivos/File/pdf/Pareceres2010/CES/pa_ces_190_10.pdf. Acesso em: 12 mar. 2020.

PENA, Samira Cristina de Santana. Estudo quantitativo da carência e da formação de professores de ciências naturais para ensino fundamental. 2017. 89 f. Dissertação (Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2017.

PEREIRA-FERREIRA, Cristiane.; MEIRELLES, Rosane Moreira Silva. O ensino de ciências nas diretrizes curriculares nacionais para a formação de professores da educação básica no Brasil: Um estudo preliminar. Anais do VIII Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências – VIII ENPEC. Campinas: São Paulo, 2017. p. 1-13

RAZUCK, Renata Cardoso de Sá Ribeiro; ROTTA, Jeane Cristina Gomes. O curso de licenciatura em ciências naturais e a organização de seus estágios supervisionados. Ciência & Educação, Bauru, v. 20, n. 3, p. 739-750, 2014. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1516-73132014000300014. Acesso em: 4 abr. 2020.

RIBEIRO, A. Grupo de orientação de estudos e prática em ciências: análise sob a ótica do Desenvolvimento Profissional Docente. Dissertação de Mestrado., Universidade Estadual de Santa Cruz, UESC, Brasil. 2019.

Creative Commons License

Este trabalho está licensiado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2020 A Revista Prática Docente tem o direito de primeira publicação

Downloads

Não há dados estatísticos.