BULLYING E COTIDIANO ESCOLAR
PDF

Palavras-chave

Bullying
Daily
Human rights Bullying
Cotidiano
Direitos Humanos

Como Citar

SILVA, V. C. G.; FERNANDES, R. M. BULLYING E COTIDIANO ESCOLAR: SENSIBILIZAÇÃO POR INTERMÉDIO DA EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS. Revista Prática Docente, v. 5, n. 2, p. 1477-1498, 31 ago. 2020.

Resumo

Este artigo tem como objeto de estudo a investigação da violência escolar materializada através do bullying e a violação de direitos humanos no cotidiano da escola. Esta pesquisa foi desenvolvida no IFMT Campus Cuiabá Bela Vista, com 130 estudantes dos cursos técnicos integrados ao Ensino Médio, no período 2017/2018. Foram analisados documentos institucionais vigentes de 2014 a 2018. O objetivo desta pesquisa foi compreender como a violência escolar, a prática do bullying e de violação de direitos humanos estão presentes nas relações cotidianas dos estudantes adolescentes do IFMT campus Cuiabá - Bela Vista. Os resultados apresentados surgiram dos entrelaçamentos entre as percepções, narrativas e documentos oficiais, que demonstraram que o bullying está presente no campus pesquisado, materializado através da violência simbólica, verbal e racial. Neste trabalho foram caracterizados 09 tipos de violência em que pode tecer suas particularidades. A partir de diretrizes e referenciais educacionais, percebe-se que as mudanças de concepções são fundamentais para a valorização de uma formação cidadã e humana, pautada na implementação de um currículo que viabilize a transdiciplinaridade da Educação em Direitos Humanos como balizadora das práticas pedagógicas do Campus.
https://doi.org/10.23926/RPD.2526-2149.2020.v5.n2.p1477-1498.id805
PDF

Referências

ABRAMOVAY, Miriam. Cotidiano nas escolas: entre violências. Brasília: UNESCO, 2006.

ABRAMOVAY, Miriam. et al. Violências nas escolas. Brasília: UNESCO Brasil, REDE PITÁGORAS, Coordenação DST/AIDS do Ministério da Saúde, Secretaria de Estado dos Direitos Humanos do Ministério da Justiça, CNPq, Instituto Ayrton Senna, UNAIDS, Banco Mundial, USAID, Fundação Ford, CONSED, UNDIME, 2002.

ANDRÉ, Marli (org.). O papel da pesquisa na formação e na prática dos professores. Campinas, São Paulo, SP: Papirus, 2001.

ARATANGY, Lídia. Documentário Educação: “Não me bullying também”. TV Novo empo, 2011.

ARENDT, Hannah. Homens em tempos sombrios. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

BRASIL. Comitê Nacional de Educação em Direitos Humanos. Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos / Comitê Nacional de Educação em Direitos Humanos. – Brasília: Secretaria Especial dos Direitos Humanos, Ministério da Educação, Ministério da Justiça, UNESCO, 2007.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei nº 13.185, de 6 de novembro de 2015. Institui o Programa de Combate à Intimidação Sistemática (Bullying). Brasília: DOU, 9.11.2015. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13185.htm>. Acesso em: 02 set. 2018.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei nº 13.663, de 14 de maio de 2018. Altera o art. 12 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, para incluir a promoção de medidas de conscientização, de prevenção e de combate a todos os tipos de violência e a promoção da cultura de paz entre as incumbências dos estabelecimentos de ensino. Brasília: DOU, 15.5.2018.

BULLYING – Casos de bullying em escolas brasileiras. Disponível em:> http://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/2015/05/pesquisa-aponta-que-20-dos-alunos-ja-praticaram-bullying-contra-colegas.html. Acesso em: 01 de mai. 2020.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano 1: as artes de fazer. 10. ed. Petrópolis: Vozes, 2004.

CHALITA, Gabriel. Pedagogia da amizade – bullying: o sofrimento das vítimas e dos agressores. São Paulo: Gente, 2008.

FELIZARDO, Ribeiro Aloma. Bullying Escolar: prevenção, intervenção e resolução com princípios da justiça restaurativa. Curitiba: Intersaberes, 2017.

FANTE, Cléo. Fenômeno Bullying: como prevenir a violência nas escolas e educar para a paz. 2. ed. Campinas: Verus, 2005.

FERRAÇO, Carlos Eduardo. Pesquisa com o cotidiano. Revista Educação e Sociedade, Campinas, v. 28, n. 98, p. 73-95, jan./abr. 2007.

FERRAÇO, Carlos Eduardo, et al. Aprendizagens cotidianas com a pesquisa: novas reflexões em pesquisa nos/dos/com os cotidianos das escolas. Petrópolis: DP et Alii, 2008.

FERRARI, Marcio. Michel Foucault: Um crítico da instituição escolar. Nova Escola. Disponível em:<http://revistaescola.abril.com.br/formação/critico-instituicao-escolar-423110.shtml?page=2>. Acesso em: 24 de mar. 2020.

IFMT. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso. Perguntas frequentes. 2018. Disponível em: <http://processoseletivo.ifmt.edu.br/conteudo/pagina/faq/>. Acesso em: 03 nov. 2018.

IFMT. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso. Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), 2014. Cuiabá: IFMT, 2014.

IFMT. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso. Regimento disciplinar discente. Resolução nº 115 de 13/09/16. Cuiabá: IFMT, 2016.

GIFFIN, Karen. Violência de Gênero, Sexualidade e Saúde. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 10 (suplemento 1), p. 146-155, 1994.

LOPES, Alice Casimiro; MACEDO, Elizabeth. Teorias de Currículo. São Paulo: Cortez, 2011. 280 p.

MEC. Programa de Educação em Direitos humanos. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/programa-educacao-em-direitos-humanos. Acesso em 21 de agosto de 2020.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. São Paulo: Cortez, 2000.

MOTA, Raquel Martins Fernnandes et al. Pesquisa qualitativa em Educação: estudos transdisciplinares do Grupo de Pesquisa Humanidades e Sociedade Contemporânea do IFMT (GPHSC-IFMT). Indagatio Didactica, vol. 9 (3), novembro, 2017. ISSN: 1647-3582.

OLIVEIRA, Inês Barbosa de; ALVES, Nilda (orgs.). Pesquisa nos/dos/com os cotidianos das escolas – sobre redes de saberes. Petrópolis: DP et Alii, 2008.

PEREIRA, Graziela Raupp; VARELA, Cristina Monteggia; SILVEIRA, Guilherme Pereira. O fenômeno do bullying homofóbico nas instituições de ensino: o direito à igualdade sexual e o princípio da dignidade da pessoa humana. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, v. 10, n. esp., p. 1489-1596, 2015.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidade do Poder, Eurocentrismo e América Latina. In: Colonialidade do Saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latinoamericanas. Edgardo Lander (org). ColecíonSurSur, CLACSO, Ciudad autônoma de Buenos Aires, Argentina. 2005.

SILVA, Ana Beatriz B. Bullying: mentes perigosas na escola. Rio de Janeiro: Objetiva, 2010.

SILVA, Clemildo Anacleto da. Educação, tolerância e direitos humanos: a importância do ensino de valores na escola. Porto Alegre: Sulina, 2009.

SILVA, Vanessa, Costa, Gonçalves. Violência escolar, bullying e violação de direitos humanos no cotidiano escolar. Cuiabá,

Creative Commons License

Este trabalho está licensiado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2020 A Revista Prática Docente tem o direito de primeira publicação

Downloads

Não há dados estatísticos.