CONTRIBUIÇÕES DE JOHN DEWEY NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS DA NATUREZA
PDF

Palavras-chave

John Dewey
Experiência
formação de professores.

Como Citar

GOI, M. E. J. CONTRIBUIÇÕES DE JOHN DEWEY NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS DA NATUREZA. Revista Prática Docente, v. 5, n. 1, p. 412-430, 1 maio 2020.

Resumo

Resumo: Este artigo traz os pressupostos teóricos de John Dewey que foram trabalhados em um curso de formação continuada de professores da área de Ciências da Natureza em uma universidade pública. Esses pressupostos podem servir para balizar propostas de ensino que contemplem o conceito de experiência, a escola e seu compromisso com a construção de novos saberes a partir da experiência do indivíduo, da experiência relacionada com os conceitos científicos, da experiência na escola progressista e das críticas relacionadas ao campo teórico Deweyano. Assim, na concepção deste autor a experiência se perpetua naquelas que a sucedem, logo, uma educação baseada na experiência do indivíduo será frutífera e criativa nas experiências subsequentes. Desse modo, o relevante na educação contemporânea é desenvolver a experiência de vida de cada indivíduo, sendo a escola o lócus para que isso se desenvolva, priorizando a individualidade de cada um.Palavras-chave: John Dewey; Experiência; formação de professores. Abstract: This article presents the theoretical assumptions of John Dewey that were worked on in a continuing education course for professors in the field of Natural Sciences at a public university. These assumptions can serve to guide teaching proposals that include the concept of experience, the school and it is commitment to the construction of new knowledge based on the experience of the individual, the experience related to scientific concepts, the experience in the progressive school and the criticisms related to the Deweyano theoretical field. Thus, in this author's conception, the experience is perpetuated in those that follow it, therefore, an education based on the individual's experience will be fruitful and creative in the subsequent experiences. Thus, what is relevant in contemporary education is to develop the life experience of each individual, with the school being the locus for this to develop, prioritizing the individuality of each one.Keywords: John Dewey; Experience; teacher training.
https://doi.org/10.23926/RPD.2526-2149.2020.v5.n1.p412-430.id604
PDF

Referências

ALVES, Marcelo Lima. A política de capacitação SEE/FDE. Cadernos Cedes, Campinas, Nº 36, p. 57-64, 1995.

AMARAL, Ivan. Amorosino. Currículo de Ciências: tendências clássicas aos movimentos atuais de renovação. In: BARRETO, Elba. S. S. Os Currículos do Ensino Fundamental para as escolas brasileiras. Campinas: Autores Associados, São Paulo: Fundação Carlos Chagas, p. 201-232, 1998.

AZEVEDO, Fernando. A Cultura Brasileira. 5ª. ed. São Paulo: Melhoramentos Edusp, 1971a.

BARBOSA, Ana Mãe. John dewey e o Ensino da Arte no Brasil. 5ª. ed. São Paulo: Cortez, 2002.

BREZEZINSKI, Iria. Pedagogia, pedagogos e formação de professores. Campinas: Papirus, 1996.

CARVALHO, Janete Magalhães.; SIMÕES, Regina Helena da Silva. O processo de formação continuada de professores: uma construção estratégico-conceitual expressa nos periódicos brasileiros.Caderno de Pesquisa, V 1, p. N 1, 11-39, 1999.

CARVALHO, Viviane Batista.As influências do pensamento de John Dewey no cenário educacional brasileiro. Revista Redescrições- Revista online do GT de Pragmatismo, Ano 3, Número 1, 2011.

CICILLINI, Graça Aparecida.; SICCA, Natalina Aparecida. Laguna. O Ensino de Ciências: Metodologias de Ensino e Método Científico. Ensino em Revista, Uberlândia, V. 1, N 1, p. 37-41, 1992.

CUNHA, Fátima. Filosofia da Escola Nova:do ato político ao ato pedagógico. Rio de Janeiro: EDUFF, 1986.

DEWEY, John. Democracia e Educação. Trad. Godofredo Rangel,; Anísio Teixeira. São Paulo: Nacional, 1959.

DEWEY, John.Experiência e Educação. Tradução de Renata Gaspar-Petrópolis, RJ: Vozes. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.

EVANGELISTA, Olinda. A Formação do professor em nível universitário: O Instituto de Educação da Universidade de São Paulo (1934 – 1938). Tese (Doutorado em Educação) – PUC, São Paulo,1997.

EVANGELISTA, Olinda. Formar o Mestre na Universidade: A Experiência Paulista nos Anos de 1930. Disponível em: htpp://www.scielo.br/scielo.php?script=script_arttext.Acesso em 28 setembro 2012. Edu.Pesq,V27, N 2, 2001.

GOI, Mara Elisângela Jappe. A Construção do conhecimento químico por estratégias de Resolução de Problemas. Canoas: ULBRA, 151, 2004.Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências e Matemática, Universidade Luterana do Brasil, ULBRA.

GOI, Mara Elisângela Jappe. SANTOS, Flávia Maria. Teixeira. A Construção do Conhecimento Químico por Estratégias de Resolução de Problemas. IN: IV Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, Bauru. Atas do IV Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do sul, único, 1-12, 2003.

GOI, Mara Elisângela Jappe. SANTOS, Flávia Maria. Teixeira. Construção do conhecimento químico por estratégias de Resolução de Problemas. In: Encontro de Debates de Ensino de Química (Minicurso). Ijuí, 2005.

GOI, Mara Elisângela Jappe. SANTOS, Flávia Maria. Teixeira. Reações de Combustão e Impacto Ambiental por meio de Resolução de Problemas e Atividades Experimentais. Química Nova na Escola, V. 31, p. 203-209, 2009a.

GOI, Mara Elisângela Jappe. SANTOS, Flávia Maria. Teixeira. Resolução de Problemas e Atividades Experimentais nas Aulas de Química: Relato de Experiências, 2009, Lajeado. In: Anais do IX Encontro sobre Investigação na Escola. Lajeado. Univates, p. 1-5, 2009b.

GOI, Mara Elisângela Jappe. SANTOS, Flávia Maria. Teixeira.; PASSOS, Camila. Greff. Formação Continuada de Professores de Ciências: uso da metodologia de resolução de problemas. In: 2D International Congress of Science Education. Foz do Iguaçu, PR. Proceedings of the 2d International Congress of Science Education. Foz do Iguaçu, PR: UNILA. v. 1. p. 1-1., 2014.

GOI, Mara Elisângela Jappe. Formação de professores para o desenvolvimento da metodologia de resolução de problemas na Educação Básica. Tese de Doutorado. Porto Alegre: PPGEDU/UFRGS, 2014.

HODSON, Derek. Philosophy of Science, Science and Science Education.Studies in Science Education, V. 12, 1985.

JÚNIOR, Alberto da Cunha Bragato.; DONATONI, Alaíde Rita. A institucionalização da formação universitária de professores secundários da década de 1930. RPD-Revista Profissão Docente, Uberaba, V.6, N. 14, p. 23-40, 2006.

KRASILCHIK, Myriam. O professor e o currículo de ciências no 1º grau. São Paulo: Atual, 1987. 80 p.

MARSULO, Marly Aparecida. Giraldeli.; SILVA, Rejane Maria Ghisolfi.Os métodos científicos como possibilidade de construção de conhecimentos no ensino de ciências. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias Vol. 4, Nº 3.Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, V. 4, N 3, 2005.

SANTOS, Flávia Maria. Teixeira GOI, Mara Elisângela Jappe. Resolução de Problemas no Ensino de Química fundamentos epistemológicos para o emprego da metodologia na Educação Básica. In: Anais do XVI Encontro Nacional de Ensino de Química / X Encontro de Educação Química da Bahia. Salvador: Editora da Universidade Federal da Bahia, p. 1-11, 2012.

TANURI, Leonor Maria. História da Formação de Professores. Revista Brasileira de educação, São Paulo, Nº 014, p. 61-88, 2000.

Downloads

Não há dados estatísticos.