PROTAGONISMO POÉTICO DA MULHER IDOSA EM DONA (2018), DE LUCIENE CARVALHO
PDF

Palavras-chave

Luciene Carvalho
Poesia Feminina
Envelhecimento da Mulher Luciene Carvalho
Feminine Poetry
Aging of Women

Como Citar

SILVA, M. C. F. DA; BATTISTA , E. PROTAGONISMO POÉTICO DA MULHER IDOSA EM DONA (2018), DE LUCIENE CARVALHO. Revista Prática Docente, v. 5, n. 2, p. 764-781, 31 ago. 2020.

Resumo

A temática do envelhecimento ganhou relevância no contexto atual em que, mundialmente, tem-se registrado o aumento acelerado da população acima dos 60 anos. A literatura, por abranger diversas temáticas e conduzir a inúmeras possibilidades de leituras, tornou-se um rico repertório de conhecimento. Neste estudo, analisou-se dois poemas de Dona, (2018), de Luciene Carvalho, à luz da crítica literária dos estudos de autoria da mulher. Intentou-se desvendar como se articulam os poemas com questões relacionadas à idade da mulher na sociedade brasileira. A pesquisa bibliográfica se pautou na enunciação da elaboração estética a partir da subjetividade feminina buscando legitimar aspectos ligados ao envelhecimento e, a carga pejorativa que sobrepõe à imagem da mulher idosa. Os poemas seguem o percurso da vida e o protagonismo poético da mulher na maturidade sinaliza que a vida só pode ser compreendida olhando-se para o passado e, nesta direção, só poderá ser bem vivida olhando-se para o porvir.
https://doi.org/10.23926/RPD.2526-2149.2020.v5.n2.p754-781.id730
PDF

Referências

ABOIM, Sofia. Narrativas do envelhecimento: Ser velho na sociedade contemporânea. Tempo Social, revista de sociologia da USP, v. 26, n. 1, p. 206- , 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ts/v26n1/13.pdf. Acesso em: 19 mar.2020.

ALMEIDA, Jane Soares de. Mulher e educação: a paixão pelo possível. São Paulo: Editora UNESP, 1998.

AGLIARDI, Delcio Antônio; BOHM, Verônica. A poética do envelhecer em Adélia Prado.

TEXTURA-Revista de Educação e Letras, v. 18, n. 37 (2016). p. 150-161. Disponível em: http://www.periodicos.ulbra.br/index.php/txra/article/view/2064 . Acesso em: 14 maio 2020

ANTONIALLI, Fabio; VIEIRA, Kelly Carvalho; ANTONIALLI, Luiz Marcelo; REZENDE, Daniel Carvalho. “Senhora está no céu!” Estudo sobre o Uso do Pronome de Tratamento em Lojas de Vestuário Feminino. Brazilian Journal of Marketing - BJM Revista Brasileira de Marketing – ReMark Vol. 14, N. 2. Abril/Junho. 2015. Disponível em: http://www.revistabrasileiramarketing.org/ojs2.2.4/index.php/remark/article/viewFile/2820/2270. Acessado em: 05 maio 2020.

BEAUVOIR, Simone. A Velhice. Trad. MARTINS, Marai Helena Franco. 2.ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2018.

BOSI, Alfredo. O ser e o tempo da poesia. São Paulo: Cultrix, 1977.

CARVALHO, Luciene. Dona. 1.ed. Cuiabá: Carlini &Caniato editorial, 2018.

DUARTE, Constância Lima; PAIVA, Kelen Benfenatti. A mulher de letras: nos rastros de uma história. Ipotesi, Juiz de Fora, v. 13, n. 2, p. 11 - 19, jul./dez. 2009.

DURÃO, Fabio Akcelrud. Reflexões sobre a metodologia de pesquisa nos estudos literários. D.E.L.T.A., 31-especial, 2015 (377-390). Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/delta/v31nspe/1678-460X-delta-31-spe-00377.pdf. Acessado em 17 mar 2020.

ESPANCA, Florbela. Pior velhice. In: ESPANCA, Florbela. Sonetos. 9ª ed. Rio de Janeiro:

Bertrand Brasil, 1997. p. 55.

FARACO, Carlos Alberto. O tratamento de você em português: uma abordagem histórica. Fragmenta. Curitiba: Ed. da UFPR, 1996. n.13, p.51-82.

FARRA, Maria Lúcia Dal. Cecília Meireles: imagens femininas. cadernos pagu (27), julho-dezembro de 2006: pp.333-371. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/cpa/n27/32147.pdf. Acessado em 27 maio 2020.

FERREIRA, Amanda Crispim. MIGLIOZZI, Luiz Carlos Ferreira de Melo. Literatura Afro-Feminina Brasileira do Século XXI: Corpo, Voz, Poesia e Resistência. In: ABRALIC - Experiência literárias textualidades contemporâneas, 15., 2016, Rio de Janeiro. Anais [...]. Rio de Janeiro: UERJ, 2016.

GIL. Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisas. 4. ed. São Paulo: Atlas S.A., 2002.

HAHNER, June Edith. Emancipação do Sexo Feminino: a luta pelos direitos da mulher no Brasil. Trad. Lisboa, E.T. Apres. Joana Maria Pedro. Ed Mulheres e EDUNISC. Florianópolis. 2003.

IBGE. Número de idosos cresce 18% em 5 anos e ultrapassa 30 milhões em 2017. Atualizado em 01/10/2018. Disponível: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-de-noticias/noticias/20980-numero-de-idosos-cresce-18-em-5-anos-e-ultrapassa-30-milhoes-em-2017. Acesso em 01 out. 2019.

JORNAL DA USP. Em 2030, Brasil terá a quinta população mais idosa do mundo. 2018. Disponível em : https://jornal.usp.br/atualidades/em-2030-brasil-tera-a-quinta-populacao-mais-idosa-do-mundo/. Acesso em: 28 maio 2020.

MACIEL, Nahima. Conceição Evaristo: A literatura está nas mãos de homens brancos. Correio Braziliense. 2018. Disponível em: https://www.correiobraziliense.com.br/app/

noticia/diversao-e-arte/2018/07/15/interna_diversao_arte,694873/entrevista-conceicao-evaristo.shtml. Acesso em: 20 out.2019.

MEIRELES, Cecília Meireles. C. Antologia Poética. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 2001.

PACHÁ, Andréa. Velhos são os outros.1. ed. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2018.

PAZ, Octavo. El arco y la lira. 3 ed. Fondo de Cultura Económico: México, 2003.

PRADO, Adélia. Poesia reunida. São Paulo: ARX, 1991.

RAGO, Magareth, VENTURI, Gustavo; RECAMÁN. ‎Marisol. A Mulher Brasileira nos Espaços Públicos e Privados. Editora Perseu Abramo. São Paulo: SP. 2004.

SERRA, Edilson Floriano Souza. As Múltiplas Faces Do Feminino Na Escritura De Luciene Carvalho. CLARABOIA, Jacarezinho/PR, v.7, p. 35-44, jan./jun., 2017.Disponível em: file:///C:/Users/Microsoft/Downloads/39-52-PB.pdf. Acessado em: 20 out.2019.

VALDEREZ, Maurilia. O que pode a poesia. In: CARVALHO, Luciene. Dona. 1.ed. Cuiabá: Carlini &Caniato editorial, 2018.

Creative Commons License

Este trabalho está licensiado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2020 A Revista Prática Docente tem o direito de primeira publicação

Downloads

Não há dados estatísticos.