MOTIVAÇÃO PARA PERMANÊNCIA E ÊXITO DOS LICENCIANDOS EM QUÍMICA NO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO
PDF

Palavras-chave

Teacher education
Chemistry
Self-determination Theory Formação de professores
Química
Teoria da Autodeterminação

Como Citar

OLIVEIRA, R. C.; GOIS, J. MOTIVAÇÃO PARA PERMANÊNCIA E ÊXITO DOS LICENCIANDOS EM QUÍMICA NO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO. Revista Prática Docente, v. 5, n. 2, p. 999-1018, 31 ago. 2020.

Resumo

Levantamentos apontam para uma carência de professores de Química na Educação Básica. A baixa procura pelos cursos de Licenciatura em Química aliada a elevadas taxas de evasão contribuem para agravar esse cenário. Nesse sentido, é fundamental o desenvolvimento de estudos que abordam a permanência e êxito dos estudantes nos cursos. Este trabalho teve como objetivo conhecer o perfil dos licenciandos em Química no IFSP. O estudo contou com a participação de 524 estudantes, por meio do preenchimento de um questionário que levantou o perfil socioeconômico e as motivações para cumprirem os pré-requisitos para a conclusão do curso. Os resultados apontaram que, em geral, os licenciandos estão motivados, no entanto, alguns pré-requisitos como a PCC e o ECS precisam de maior atenção, por conta da baixa motivação envolvida no seu cumprimento. Espera-se que esses resultados possam suscitar discussões visando a melhorias nos cursos de Licenciatura em Química.
https://doi.org/10.23926/RPD.2526-2149.2020.v5.n2.p999-1018.id669
PDF

Referências

ARAÚJO, Isac Rufino. A motivação de licenciandos em música sob a perspectiva da teoria da autodeterminação. 2015. Dissertação (Mestrado em Música) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.

BEGO, Amadeu Moura; FERRARI, Tarso Bortolucci. Por que escolhi fazer um curso de Licenciatura? Perfil e motivação dos ingressantes da Unesp. Revista Química Nova, v.41, n.4, p. 457-467, 2018. Disponível em: http://static.sites.sbq.org.br/quimicanova.sbq.org.br/pdf/ED20170318.pdf Acesso em 16 jan. 2020.

BRASIL. Resolução CNE/2015 n.2 de julho de 2015. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Diário Oficial da União, Brasília, 25 jun. 2015.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Censo da Educação Superior 2018: notas estatísticas. Brasília, 2019.

CANUTO, Valdiane Rodrigues. Fatores extrínsecos e intrínsecos que motivam a permanência dos alunos do curso em tecnologia em hotelaria do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará com base na teoria da autodeterminação. 2018. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.

DAMASCENO, Deangelis; GODINHO, Mariana da Silva; SOARES, Márlon Herbert Flora Barbosa; OLIVEIRA, Anselmo Elcana de. A formação dos docentes de Química: uma perspectiva multivariada aplicada à rede pública de ensino médio de Goiás. Revista Química Nova, v.34, n.9, p.1666-1671, 2011. Disponível em http://static.sites.sbq.org.br/quimicanova.sbq.org.br/pdf/Vol34No9_1666_30-ED10999.pdf Acesso em: 15 jan. 2020.

DECI, Edward.L; RYAN, Richard.M. Intrinsic motivation and self-determination in human behavior. New York: Plenum Press, 1985.

DECI, Edward L; FLASTE, Richard. Por que fazemos o que fazemos: entendendo a automotivação. Negócio editora, 1998.

FERRARI, Tarso Bortolucci; CORTELA, Beatriz Salemme Corrêa. Perfis e motivações de estudantes de cursos de Licenciatura em Química: uma revisão bibliográfica. Revista Iluminart, n. 16, IFSP, 2018. Disponível em: http://revistailuminart.ti.srt.ifsp.edu.br/index.php/iluminart/article/view/341 Acesso em 23 mar. 2020.

GATTI, Bernardete Angelina; BARRETTO, Elba Siqueira de Sá; ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso de; ALMEIDA, Patrícia Cristina Albieri. Professores do Brasil: novos cenários de formação. 351 p. Brasília: UNESCO, 2019.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

GUIMARÃES, Sueli Édi Rufini; BORUCHOVITCH, Evely. O Estilo Motivacional do Professor e a Motivação Intrínseca dos estudantes: Uma Perspectiva da Teoria da Autodeterminação. Psicologia: Reflexão e Crítica, Porto Alegre, v.17, n.2, p.143-150, 2004. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/prc/v17n2/22466.pdf Acesso em 16 fev. 2020.

GUIMARÃES, Sueli Édi Rufini; BZUNECK, José Aloyseo. Propriedades psicométricas de um instrumento para avaliação da motivação de universitários. Ciências & Cognição, vol. 13, p.101-113, 2008. Disponível em: http://www.cienciasecognicao.org/pdf/v13/m318210.pdf. Acesso em 15 jun. 2020.

JULIÃO, Murilo Sérgio da Silva; DA COSTA, Izabel Cristina Azevedo; BEZERRA, Ângela Cristina Sampaio. Fatores geradores de motivação e desmotivação nos licenciandos em Química de uma universidade pública no nordeste brasileiro. Revista Tchê Química, v.15, n.30, 2018.

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso de. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. 2ª ed.Rio de Janeiro : E.P.U, 2013.

MAZZETTO, Selma Elaine; BRAVO, Claudia Christina; CARNEIRO, Sá. Licenciatura em Química da UFC: perfil sócio-econômico, evasão e desempenho dos alunos. Revista Química Nova, v.25, n.6B, p.1204-1210, 2002. Disponível em: http://static.sites.sbq.org.br/quimicanova.sbq.org.br/pdf/Vol25No6B_1204_23.pdf Acesso em 19 fev. 2020.

MILARÉ, Tathiane; WEINERT, Patrícia Los. Perfil e perspectivas de estudantes do curso de Licenciatura em Química da UEPG. Revista Química Nova, v.39 n.4, p. 522-529, 2016. Disponível em: http://static.sites.sbq.org.br/quimicanova.sbq.org.br/pdf/v39n4a17.pdf Acesso em: 25 fev. 2020.

QUADROS, Ana Luiza de; CARVALHO, Emerson; COELHO, Flávia dos Santos; SALVIANO, Luciana; GOMES, Maria Fernanda P.A; MENDONÇA, Paula Cristina; BARBOSA, Rosemary Karla. Os professores que tivemos e a formação da nossa identidade: um encontro com nossa memória. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, v. 7, n. 1, p. 49-64, 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/epec/v7n1/1983-2117-epec-7-01-00004.pdf Acesso em 06 mar.2020.

REEVE, Johnmarshall. Motivação & Emoção. Rio de Janeiro: LTC, 2006.

RIBEIRO, Marcel Thiago Damasceno. A formação inicial e iniciação à docência em Química na UFMT: histórias e experiências. Revista Prática Docente. v.4, n.1, p.275-301, 2019. Disponível em: http://periodicos.cfs.ifmt.edu.br/periodicos/index.php/rpd/article/view/435 Acesso em 25 mar. 2020.

RUIZ, Antonio Ibañez.; RAMOS, Mozart Neves; HINGEL, Murílio. Escassez de professores no Ensino Médio: propostas estruturais e emergenciais. Relatório CNE/CEB. Brasília: MEC, 2007. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/escassez1.pdf Acesso em 26 mar. 2020.

RYAN, Richard.M; DECI, Edward.L. Self-Determination theory and the facilitation of Intrinsic motivation, social development, and Well-Being. American Psychologist, v. 55, n.1, p. 68-78, 2000a.

RYAN, Richard.M; DECI, Edward.L. Intrinsic and extrinsic motivations: Classic definitions and new directions. Contemporary Educational Psychology, v. 25, n.1, p. 54-67, 2000b.

SÁ, Carmen Silvia da Silva; SANTOS, Wildson Luiz Pereira. Motivação para a carreira docente e construção de identidades: o papel dos pesquisadores em Ensino de Química. Revista Química Nova, v.39, n.1, p. 104 -111, 2016. Disponível em: http://static.sites.sbq.org.br/quimicanova.sbq.org.br/pdf/v39n1a15.pdf Acesso em 16. fev. 2020.

SCHNETZLER, Roseli Pacheco; ARAGÃO, Rosália Maria Ribeiro. Importância, sentido e contribuições de pesquisas para o ensino de Química. Química Nova na Escola, n.1, 1995. Disponível em: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc01/pesquisa.pdf Acesso em 22. mar. 2020.

TOLEDO, Evelyn Jeniffer de Lima; COUTINHO, Henrique do Nascimento. Formação de professores: licenciatura em química humanizada sob a ótica dos alunos da unb. Revista Prática Docente, v. 5, n. 1, p. 193-213, 2020. Disponível em: http://periodicos.cfs.ifmt.edu.br/periodicos/index.php/rpd/article/view/571. Acesso em 16.jun.2020.

Creative Commons License

Este trabalho está licensiado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2020 A Revista Prática Docente tem o direito de primeira publicação

Downloads

Não há dados estatísticos.