NÚMEROS INTEIROS E DECIMAIS: UMA ABORDAGEM DOS CONTEÚDOS DE MATEMÁTICA POR MEIO DE UM JOGO FRENTE ÀS DIFICULDADES DO CENÁRIO TECNOLÓGICO DA EDUCAÇÃO BÁSICA

Fernando Francisco Pereira, Iara Souza Doneze, Luciano Tadeu Esteves Pansanato

Resumo


Resumo: Com a intencionalidade de contribuir para pesquisas em Educação Matemática, ao delimitar o campo de estudos aos Números Inteiros e Decimais, esse artigo relata os resultados de uma proposta de promoção do uso das tecnologias no ensino de Matemática, que objetivou auxiliar os alunos na compreensão dos conteúdos de Números Inteiros – Decimais e suas operações. A proposta consistiu na adaptação e aplicação de um jogo de trilhas em formato digital, que utilizou o software Excel. Os participantes foram alunos entre 11 e 13 anos de idade, de uma escola pública do Paraná. Desse modo, houve três momentos: Pré-teste, Proposta e Pós-teste, fases essas que permitiram uma visão das compreensões dos estudantes a respeito do conteúdo, anterior e posterior à sua aplicação. Ao final, conclui-se que os discentes possuem consideráveis habilidades em relação ao emprego de algoritmos da adição de números inteiros e decimais, entretanto, no emprego da operação de subtração, no mesmo contexto, apresentaram consideráveis dificuldades que foram cuidadosamente sanadas após a aplicação da proposta.

Palavras-chave: Educação Matemática. Números Inteiros e Decimais. Educação Básica. Tecnologias.

 

Abstract: Seeking to contribute to research in Mathematics Education, delimiting the field of studies to the Whole and Decimal Numbers, here is presented the results of a proposal, to promote the use of technologies in Mathematics teaching, which aimed to help students in understanding the contents of Numbers Integer - Decimals and their operations. The proposal consisted in the adaptation and application of a trail game in digital format, using Excel software. The participants were students between 11 and 13 years old, from a public school in Paraná. Happening in three moments: Pre-test, Proposal and Post-test, allowed a view of the students' understandings about the content, before and after the application of the proposal. At the end, it is concluded that the students have considerable abilities regarding the use of algorithms of the addition of integers and decimals, already in the use of the subtraction operation, in the same context, presented considerable difficulties, which were considerably remedied after the application of the proposal.

Keywords: Mathematical Education. Integers and Decimal Numbers. Basic Education. Technologies.

Palavras-chave


Educação Matemática; Números Inteiros e Decimais; Educação Básica; Tecnologias

Texto completo:

PDF

Referências


BARLOW, M. Avaliação escolar - mitos e realidades. Porto Alegre: Artmed, 2006.

BOGDAN, R. C.; BIKLEN, S. K. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Portugal: Porto, 1994.

BORBA, M. de C. PENTEADO, M. G. Informática e Educação Matemática. 3ª ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

BORBA, R. E. de S. R.; SANTOS, R. B. Investigando a resolução de problemas de estruturas aditivas por crianças de 3ª série. Tópicos Educacionais, Recife, v. 15, n. 1-3, 1999. Disponível em: < https://goo.gl/eceni4> Acessado em: 15 out. 2018

BRASIL. Ministério de Educação e Cultura. LDB - Lei nº 9394/96, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da Educação Nacional. Brasília: MEC, 1996.

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais: introdução aos parâmetros curriculares nacionais. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997a.

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais: matemática. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997b.

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais: matemática. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais: Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Brasília: MEC/SEMTEC, 2000.

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais: Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias - Orientações Educacionais Complementares. Brasília: MEC/SEMTEC, 2002.

BRASIL. Orientações curriculares para o ensino médio: matemática. Secretaria de Educação Básica. Brasília: MEC/SEB, 2006.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular – Educação é a base. Brasília: MEC, 2017.

CARVALHO, L. M. T. L.; MONTEIRO, C. E. F. Reflexões sobre implantação e uso de laboratórios de informática na escola pública. Roteiro, Joaçaba, v. 37, n. 2, p. 343 – 360, 2012. Disponível em: < https://goo.gl/YW6JHA>. Acessado em: 15 dez. 2018

CIPRIANI, O. N. Construindo um Jogo Para Uso na Educação Matemática. 2007. 53 f. Monografia (Graduação) – Departamento de Ciências da Computação, Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2007.

D’AMBROSIO, B. Formação de professores de Matemática para o século XXI: o grande desafio. São Paulo, Pro-posições, vol 4 n. 1 (10), mar. 1993, p. 35 - 41.

LEITE, W. S.; RIBEIRO, C. A. do N. A inclusão das TICs na educação brasileira: problemas e desafios. Revista Intercional de Investigación en Educación, Bogotá, v. 5, n. 10, p. 173 – 187, 2012. Disponível em: . Acessado em: 14 dez. 2018

LIMA, V. S. A.; SOUTO, D. L. P.; KOCHHANN, M. E. R. Tecnologias Digitais no Ensino Superior: um Zoom. Revista Prática Docente, Confresa, v. 2, n. 2, p. 138 - 157, 2018.

LOPES, T. B.; WIELEWSKI, G. D.; DE SÁ, P. F. Levantamento da produção acadêmica em teses e dissertações brasileiras sobre ensino e aprendizagem de números decimais no período de 1995 a 2015. REnCiMa, v. 9, n. 4, p. 110-125, 2018. Disponível em: https://goo.gl/VqbJja> Acessado em: 15 out. 2018

MARTINS, R. X.; FLORES, V. de F. A implantação do Programa Nacional de Tecnologia Educacional (ProInfo): revelações de pesquisas realizadas no Brasil entre 2007 e 2011. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 96, n. 242, p.112-128, 2015. Disponível em: < https://goo.gl/944vVU>. Acessado em: 15 dez. 2018

MERCADO, L. P. L. Novas Tecnologias na Educação: Reflexões sobre a Prática. Maceió: EDUFAL, 2002.

MUELLER, L. C. Uso de recursos computacionais nas aulas de Matemática. 2013. 117 f. Dissertação (Mestrado) - Mestrado Profissional em Ensino de Ciências Exatas, Centro Universitário Univates, Lajeado, 2013.

NOGUEIRA, C. M. I.; SIGNORINI, M. B. Crianças, algoritmos e o sistema de numeração decimal. Investigações em Ensino de Ciências, v. 15, n. 2, p. 259-274, 2016. Disponível em: < https://goo.gl/WPKJ8T> Acessado em: 15 out. 2018

VALENTE, J. A. O computador na sociedade do conhecimento. Campinas: UNICAMP/NIED, 1999.




DOI: http://dx.doi.org/10.23926/RPD.2526-2149.2018.v3.n2.p386-405.id231

Apontamentos

  • Não há apontamentos.