A EDUCAÇÃO INTEGRAL NO BRASIL: UMA ANÁLISE HISTÓRICO-SOCIOLÓGICA

Thiago Dutra, Jaqueline Moll

Resumo


Resumo: A perspectiva contemporânea de educação integral é um direito do cidadão brasileiro respaldado por diferentes marcos legais, concebendo o ser humano em suas múltiplas dimensões e problematizando as finalidades e metodologias aplicadas no sistema atual, se torna uma possibilidade para se superar a crise educacional da atualidade. O Brasil historicamente teve pouca preocupação com a educação dos cidadãos, mas nas experiências que tivemos podemos analisar algumas concepções que se aproximavam da educação integral enquanto outras eram opostas aos princípios que essa defende. A metodologia utilizada vem da história cultural, onde a partir das contribuições de autores como Peter Burke e Jacques Le Goff buscou-se recortes de longa duração visando a construção de um processo de bricolagem, formando ‘uma’ história da educação integral no Brasil através de autores que tratam do tema.  Essa disputa de perspectivas acirra-se, nos dias atuais, nas disputas de projetos de governo na área da educação.

Palavras-chave: Educação integral. Políticas públicas. História da educação.

 

Abstract: The integral education’s current perspective is the Brazilian’s citizen rights, backed up by legal frameworks, becomes a possibility to overcome the educational crisis nowadays. Thus it is possible to conceive the human being through its multiple dimensions, focusing in the objectives and in the methodology applied. Historically Brazil had poor worries in terms of education with their citizens, but, in our experiences, we could analyze some conceptions approaching the integral, while others keep opposition from the principles. The methodology used comes from the cultural history contributions that some authors such as Peter Burke and Jacques Le Goff developed. This study has been done as a bricolage process during a long period, creating ‘one’ integral education history in Brazil. This perspective debate is identified in government projects being disputed for the educational area.

Keywords: Integral education. Public politics. History of education.

Palavras-chave


Educação integral; Políticas públicas; História da educação

Texto completo:

PDF

Referências


BURKE, P. (Org.). A escrita da história. São Paulo: Unesp, 1992.

BURKE, P. Hibridismo cultural. São Leopoldo: Unisinos, 2016.

CAVALARI, R. M. F. Integralismo: ideologia e organização de um partido de massas no Brasil (1932-1937). Bauru: EDUSC, 1999.

ÉBOLI, T. Uma experiência de Educação Integral. Rio de Janeiro: FAPERJ. 1983.

EI. Centro de Referência em Educação Integral. Conteúdos pedagógicos- Experiências. Disponível em: . Acesso em: 14 out. 2017.

EI. Centro de Referência em Educação Integral. Notícias- Reportagens. Disponível em: . Acesso em: 14 out. 2017.

EI. Centro de Referências em Educação Integral. Notícias- Reportagens. Disponível em: . Acesso em: 14 out. 2017.

EI. Centro de Referência em Educação Integral. Notícias- Reportagens. Disponível em:< http://educacaointegral.org.br/noticias/veja-principais-mudancas-mais-educacao-para-2016/>. Acesso em: 14 out. 2017.

ESTADO DA BAHIA. Secretaria de Educação. Notícias. Disponível em: . Acesso em: 14 out. 2017.

FOUCAULT, M. A verdade e as formas jurídicas. Rio de Janeiro: Nau, 2003.

GIOLO, J. Educação de tempo integral: resgatando elementos históricos e conceituais para o debate. In: MOLL, J. et al. Caminhos da educação integral no Brasil: direito a outros tempos e espaços educativos. Porto Alegre: Penso, 2012. p. 94-105.

KERN, A. A. A educação do outro: jesuítas e guaranis nas missões colônias platinas. In: STEPHANOU, M.; BASTOS, M. H. C. (Org.). Histórias e Memórias da Educação no Brasil - séculos XVI e XVII. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2010. p. 108-120.

LE GOFF, J. História e memória. Campinas: Unicamp, 2013.

MELATTI, J. C. Índios do Brasil. São Paulo: Hucitec Edusp, 1986.

MOLL, J. et al. Caminhos da educação integral no Brasil: direito a outros tempos e espaços educativos. Porto Alegre: Penso, 2012. 504 p.

PAIVA, Thais. Carta Capital. Carta Educação. Disponível em: .Acesso em: 14 out. 2017.

PALLARES-BURKE, M. L. G. Educação das massas: uma ‘sombra’ no século das luzes. In: VIDAL, D. G.; HILSDORF, M. L. S. (Org.). Brasil 500 anos: tópicos em história da educação. São Paulo: Edusp, 2001. p. 53-66.

REDAÇÃO. Senado Federal. Senado Notícias. Disponível em> . Acesso em: 14 out. 2017.

REDAÇÃO. Senado Federal. Senado Notícias. Disponível em: . Acesso em: 14 out. 2017.

RIBEIRO, D. O Livro dos CIEP’s. Rio de Janeiro: Bloch, 1986.

SARAIVA, K. Diário de uma pesquisa off-road: analise de textos como problematização de regimes de verdade. In: FERREIRA, T.; SAMPAIO, S. M. V. (Org.). Escritos metodológicos: possibilidade na pesquisa contemporânea em educação. Maceio: EDUFAL, 2009. p.13-34.

TEIXEIRA, A. Educação para a democracia. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ, 1997.




DOI: http://dx.doi.org/10.23926/RPD.2526-2149.2018.v3.n2.p813-829.id234

Apontamentos

  • Não há apontamentos.