O TEMA VACINAS EM LIVROS DIDÁTICOS DE CIÊNCIAS NATURAIS: UMA ANÁLISE SOB A ÓTICA DA HISTÓRIA DAS CIÊNCIAS

Clara Virgínia Vieira Carvalho Oliveira Marques, Maria Anita Pinto Soares

Resumo


Resumo: A presente pesquisa teve por objetivo analisar de forma qualitativa a abordagem histórica dada ao tema “vacinas” nos discursos científicos e pedagógicos apresentados em livros didáticos de Ciências utilizados no Ensino Fundamental – II. O percurso metodológico baseou-se em análise de conteúdo, buscando identificar e interpretar o discurso textual de livros do 7º ano utilizados em uma amostragem de escolas da rede pública da cidade de Codó – Maranhão, pontualmente da zona urbana. Fundamentou-se a discussão com base no caminho metodológico proposto nos trabalhos de Mohr (1995) e Vidal & Porto (2012), com as devidas adequações nos critérios de interesse desta pesquisa. Nessa ótica, foram construídos três blocos de análises organizados em uma rede sistêmica suscitando as questões norteadoras da pesquisa que se pautaram nas seguintes vertentes: Perfil dos Personagens, Perfil dos Fatos e Feitos e Perfil da Função Social. Os resultados mostraram que o conteúdo “vacinas” está presente em todos os livros analisados, porém a abordagem histórica ainda é rasa, não sendo, portanto, satisfatória quando se pensa em explorar a potencialidade dessa vertente para a promoção de uma educação para a saúde destinada a estudantes em formação, para atender as necessidades instrutivas de pessoas socialmente críticas e participativas.

Palavras-chave: Vacinas. Livro Didático. Ensino de Ciências. História da Ciência.

 

Abstract: The present research aimed to qualitatively analyze the historical approach given to the theme "vaccines" in the scientific and pedagogical discourse presented in science textbooks used in Elementary Education - II Stage. The methodological course was based on content analysis, seeking to identify and interpret the textual discourse of 7th grade books used in a sample of schools in the public network of Codó - Maranhão, specifically from the urban area of the city. The discussion was based on the methodological path proposed in the works of Mohr (1995) and Vidal and Porto (2012), with the appropriate adjustments in the criteria of interest of this research. From this point of view, three blocks of analysis were constructed in a systemic network, raising the questions guiding the research that were based on the following aspects: Profile of the Characters, Profile of Facts and Facts and Profile of the Social Function. The results showed that the "vaccines" content is present in all the books analyzed, but the historical approach is still shallow and therefore not satisfactory when considering the potential of this aspect for the promotion of a health education aimed at to students in training to meet the instructional needs of socially critical and participatory people.

Keywords: Vaccines. Textbook. Science Teaching. Science History.

Palavras-chave


Vacinas; Livro Didático; Ensino de Ciências; História da Ciência

Texto completo:

PDF

Referências


ALARCÃO, I. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. 6 ed. São Paulo: Cortez, 2008. 102 p.

BOGDAN, R. C.; BIKLEN, S. K. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. 12. ed. Portugal: Porto editora, 1994. 336 p.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio. Brasília: Ministério da Educação, 2002.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Manual de Normas e Procedimentos para Vacinação. Brasília: Ministério da Saúde, 2014.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ciências. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos: apresentação dos temas transversais/Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília: MEC/SEF, 1998.

CARNEIRO, M. H. S. As imagens no livro didático. In: MOREIRA, M. A. et al. (org.) Atas do I Encontro Nacional de Pesquisa em Ensino de Ciências. Porto Alegre: Instituto de Física da UFRGS, 1997, p. 366-373.

CHARLOT, B. Relações com o saber: formação dos professores e globalização. Porto Alegre: Artmed. 2005.

CHASSOT, A. Alfabetização científica: questões e desafios para a educação. 2 ed. Ijuí: Unijuí, 2002. 440p

FEIJÓ, B. R.; SÁFADI, P. A. M. Imunizações: três séculos de uma história de sucessos e constantes desafios. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v. 8, n. 3 p.s1-s3, 2006.

FONTANA, R.T. A vigilância sanitária no contexto escolar: um relato de experiência. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 61, n.1, p. 131-4, 2008.

FERNANDES, T. M. Vacina Antivariólica: ciência, a técnica e o poder dos homens 1808-1920. Rio de janeiro: Editora Fiocruz, 2010. 144 p. (Coleção História e Saúde).

FRISON, M. D.; VIANNA, J.; CHAVES, J. M.; BERNARDI, F. N. Livro didático como instrumento de apoio para construção de propostas de ensino didáticos em ciências naturais. In: VII ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS, Florianópolis, 2009.

GAGLIARDI, R.; GIORDAN, A. La Historia de las Ciencias: Una Herramienta para la Enseñanza, Enseñanza de las Ciencias, v. 4, n. 3, p. 253-258, 1986.

HALMENSCHLAGER, R. K. Abordagem temática no Ensino de Ciências: algumas possibilidades. Vivências. v.7, n.13, p.10-21, 2011.

HERMANN G. S. A varíola, uma antiga inimiga. Cadernos de Saúde Pública, v. 17, n. 6, p.1525-1530, 2001.

IBGE (BRASIL). Cidades: Codó. Disponível em: < https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ma/codo/panorama >. Acesso em 09 de março de 2018.

KRASILCHIK, M. Reformas e Realidade: O caso do Ensino das Ciências. São Paulo em Perspectiva, n. 14, 2000.

LAJOLO, M. Livro didático: um (quase) manual de usuário. In: Revista Em Aberto Inep. Brasília, DF, v16, n. 69, 1996. Disponível em www.publicacoes.inep.gov.br. Acesso em 12 dez. 2017.

LEÃO, M. M. D. Paradigmas Contemporâneos de educação: escola tradicional e escola construtivista. Cadernos de Pesquisa, v. 1, n. 107, p. 187-206, 1999.

LOPES. M. B.; POLITO. R. “Para Uma História da vacina no Brasil”: um manuscrito inédito de Norberto e Macedo. Fontes, v.14, n.2, p.595-605, 2007.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens Qualitativas. 3 ed. São Paulo: EPU, 2013.

MARQUES, C.V.V.C.O. Perfil dos Cursos de Formação de Professores dos Programas de Licenciatura em Química das Instituições Públicas de Ensino Superior da Região Nordeste do Brasil. Orientador: Luiz Henrique Ferreira. 2010. 291 f. Tese (Doutorado em Ciências) - Programa de Pós-Graduação em Química - UFSCar, São Carlos, 2010. Versão impressa e eletrônica.

MATTHEWS, M. R. História, filosofia e ensino de ciências: a tendência atual de reaproximação. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 12, n. 3, p. 164-214, 1995.

MOHR, A. Análise do Conteúdo de “Saúde” em livros didáticos. Ciência & Educação, v. 6, n. 2, p. 89-106, 2000.

NASCIMENTO, F. et al. O Ensino de Ciências no Brasil: História, Formação de Professores e desafios atuais. Revista HISTEDBR On-line, v.10, n.39, p. 225-249, set.2010.

NÚÑEZ, I. B.; RAMALHO, B. L.; SILVA, I. K. P.; CAMPOS, A. P. N. A seleção dos livros didáticos: um saber necessário ao professor. O caso do ensino de ciências. OEI-Revista Iberoamericana de Educación, 2003. p. 1-11. Disponível em < http://www.rieoei.org/deloslectores/427Beltran.pdf>. Acesso em 10 dez. 2016.

OLIVEIRA, M.A.F.C.; BUENO, S.M.V. Comunicação educativa do enfermeiro na promoção da saúde sexual escolar. Revista Latino-Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 5, n. 3, p.71-81, 1997.

PENITENTE, L.A.A.; CASTRO, R.S. A História e Filosofia da Ciência: Contribuições para o Ensino de Ciências e para a Formação de Professores. Revista Eletrônica Pesquiseduca, v.2, n.4, p.231-244, jul.-dez 2010.

PEREIRA, A.L.F. As tendências pedagógicas e a prática educativa nas Ciências da Saúde. Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v.19, n.5, p.1527-1534, 2003.

QUEIROZ, T. L. S. Avaliação de propostas de experimentação em livros didáticos de ciências de escolas públicas do ensino fundamental da cidade de Codó-MA. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Ciências Naturais/Biologia) – Universidade Federal do Maranhão, Codó, 2015.

PÁDUA, E.M.M. Metodologia da pesquisa: Abordagem Teórico-prática. 18 ed. São Paulo: Papirus, 2016.

ROMANATTO, M. C. O Livro didático: alcances e limites. 2009.

Disponível em: . Acesso em: 10 dez. 2016.

SAVIANI, D. Escola e democracia. 24 ed, São Paulo: Cortez, 1991.

SELBACH, S.; ANTUNES, C. Ciências e didática. Petrópolis: Vozes, 2010.

SOUZA, A.C.; LOPES, M.J.M. Implantação de uma ouvidoria em saúde escolar: relato de experiência. Revista Gaúcha de Enfermagem, v. 23, n. 2, p. 123-141, 2002.

SUCCI, M. C.; WICKBOLD, D.; SUCCI, M. C. R. A vacinação no conteúdo de livros escolares. Revista da Associação Médica Brasileira, v. 2, n. 1, p. 75-79, 2005.

VASCONCELOS, S. D.; SOUTO, E. O livro didático de ciências no ensino fundamental – proposta de critérios para análise do conteúdo zoológico. Ciência & Educação, São Paulo, v.9, n.1, p.93-104, 2003.

VIDAL, P. H. O.; PORTO, P. A. História da ciência nos livros didáticos de química do PNLEM 2007. Ciência & Educação, v. 18, n. 2, p. 291-308, 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.23926/RPD.2526-2149.2018.v3.n2.p681-699.id280

Apontamentos

  • Não há apontamentos.