ANÁLISE DE UMA SEQUÊNCIA DIDÁTICA INVESTIGATIVA SOBRE ESTEQUIOMETRIA ABORDANDO A QUÍMICA DOS SABÕES E DETERGENTES
PDF

Palavras-chave

Cálculos Estequiométricos
Transformações Químicas
Contextualização Stoichiometric Studies
Chemical Transformations
Contextualization

Como Citar

APARECIDA TEIXEIRA DA SILVA, A.; CATÃO, V.; ANDRADE DA SILVA, A. DE F. ANÁLISE DE UMA SEQUÊNCIA DIDÁTICA INVESTIGATIVA SOBRE ESTEQUIOMETRIA ABORDANDO A QUÍMICA DOS SABÕES E DETERGENTES. Revista Prática Docente, v. 5, n. 2, p. 1256-1277, 31 ago. 2020.

Resumo

O presente trabalho descreve e analisa uma Sequência Didática Investigativa que abordou a Química dos sabões e detergentes. Ela foi elaborada para ensinar Estequiometria de forma contextualizada aos estudantes da 2ª Série do Ensino Médio, em uma escola privada na cidade de Viçosa (MG), sendo discutida ao longo de oito aulas de cinquenta minutos. Para analisar os dados, foram feitos Estudos de Casos com a descrição das aulas, tendo como base as transcrições dos áudios, as respostas dos estudantes às atividades, além das notas de campo. Essa análise nos permitiu concluir que o modo como foi abordado o conteúdo de Estequiometria em sala de aula, por meio de atividades experimentais investigativas e com abordagens contextuais, favoreceu debates sobre questões sociocientíficas que permitiram problematizar o conteúdo, proporcionando aos estudantes um processo formativo mais dinâmico e participativo. Isso favoreceu uma melhor compreensão do conteúdo químico, bem como a formação cidadã.
https://doi.org/10.23926/RPD.2526-2149.2020.v5.n2.p1256-1277.id736
PDF

Referências

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular: Ensino Médio. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Básica, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/. Acesso em: 01 jun. 2019.

CARVALHO, Anna Maria Pessoa de. Ensino e aprendizagem de Ciências: referenciais teóricos e dados empíricos das sequências de ensino investigativas (SEI). In: LONGHINI, Marcos Daniel (Org.). O uno e o diverso na educação. Uberlândia: EDUFU, 2011, p. 253-266.

CARVALHO, Anna Maria Pessoa de. O ensino de ciências e a proposição de sequências de ensino investigativas. In: CARVALHO, Anna Maria Pessoa de (Org.). Ensino de Ciências por Investigação: condições para implementação em sala de aula. São Paulo: Cengage Learning, 2013, p. 1-20.

CARVALHO, Anna Maria Pessoa de. Fundamentos Teóricos e Metodológicos do Ensino por Investigação. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 18, n. 3, p. 765-794, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rbpec/article/view/4852. Acesso em: 04 jun. 2019.

COSTA, Ana Alice Farias da; SOUZA, Jorge Raimundo da Trindade. Obstáculos no processo de ensino e de aprendizagem de cálculo estequiométrico. Amazônia: Revista de Educação em Ciências e Matemática, v.10, n. 19, p. 106-116, ago./dez. 2013. Disponível em: https://periodicos.ufpa.br/index.php/revistaamazonia/article/view/2190. Acesso em: 14 nov. 2018.

FERRAZ, Arthur Tadeu; SASSERON, Lúcia Helena. Espaço Interativo de Argumentação Colaborativa: Condições criadas pelo professor para promover argumentação em aulas investigativas. Revista Ensaio, v. 19, p. 1-25, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1983-21172017000100215&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 12 nov. 2018.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17ª. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GARCIA, Irene Teresinha Santos; KRUGER, Verno. Implantação das Diretrizes Curriculares Nacionais para Formação de Professores de Química em uma Instituição Federal de Ensino Superior: Desafios e perspectivas. Química nova, v. 32, n. 8, p. 2218-2224, 2009. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-40422009000800039&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 05 jul. 2018.

GODOY, Arilda Schmidt. Pesquisa Qualitativa: Tipos fundamentais. Revista de Administração de Empresas. v. 35, n. 3, p. 20-29, mai/Jun, 1995. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-75901995000300004. Acesso em: 03 fev. 2019.

GUIMARÃES, Cleidson Carneiro. Experimentação no Ensino de Química: Caminhos e Descaminhos Rumo à Aprendizagem Significativa. Química Nova na Escola, v. 31, n. 3, p. 198-202, ago. 2009. Disponível em: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc31_3. Acesso em: 03 fev. 2019.

JOHNSTONE, Alex H. The development of chemistry teaching: a changing response to changing demand. Journal of Chemical Education, Washington, v. 70, n. 9, p. 701-705, 1993. Disponível em: https://pubs.acs.org/doi/abs/10.1021/ed070p701. Acesso em: 03 fev. 2019.

LATINI, Rose Mary; SANTOS, Maria Bernadete Pinto dos; CANESIN, Fátima de Paiva; COTELO, Patrícia Fernanda da Silva Moraes. A Abordagem Ciência- Tecnologia-Sociedade no Ensino de Química. Revista Práxis. Ano V, n. 10, p. 11-19, dez, 2013. Disponível em: http://revistas.unifoa.edu.br/index.php/praxis/article/view/614. Acesso em: 26 ago. 2018.

LEAL, Cristianni Antunes; FONSECA, Gisele Rôças de Souza. Vamos brincar de quê?: Os jogos cooperativos no ensino de Ciências. 2013. 166 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências) – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, 2013.

LOURENÇO, Ilza Mara Barros; MARCONDES, Maria Eunice Ribeiro. Um plano de ensino para mol. Química nova na escola, n. 18, p. 22-25, nov. 2003. Disponível em: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc18/A05.PDF. Acesso em: 26 ago. 2018.

MÉKSENAS, Paulo. Aspectos metodológicos da pesquisa empírica: a contribuição de Paulo Freire. Revista Espaço Acadêmico, Maringá (PR), ano VII, n.78, nov, 2007. Disponível em: http://www.espacoacademico.com.br/078/78. Acesso em: 20 nov. 2018.

MONTEIRO, Ivone Garcia; JUSTI, Rosária da Silva. Analogias em livros didáticos de química brasileiros destinados ao ensino médio. Investigações em Ensino de Ciências, v. 5, n. 2, p. 67-91, 2000. Disponível em: http://www.if.ufrgs.br/ienci/ienci_old.php?go=artigos&idEdicao=17#. Acesso em: 20 fev. 2019.

PIO, Jucélia Marize. Visão de alunos do ensino médio sobre dificuldades na aprendizagem de cálculos estequiométricos. 2006. 33 f. Monografia (Licenciatura em Química) - Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, 2006.

POZO, Juan Ignacio; CRESPO, Miguel Ángel Gómez. A aprendizagem e o Ensino de Ciências: do conhecimento cotidiano ao conhecimento científico. 5ª. ed. Porto Alegre (RS): Artmed, 2009.

SANTANA, Ronaldo Santos; CAPECCHI, Maria Cândida Varone de Morais; FRANZOLIN, Fernanda. O ensino de ciências por investigação nos anos iniciais: possibilidades na implementação de atividades investigativas. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 17, n. 3, p. 686-710, 2018. Disponível em: http://reec.uvigo.es/volumenes/volumen17/REEC_17_3_9_ex1245.pdf. Acesso em: 06 mar. 2019.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos; SCHNETZLER, Roseli Pacheco. Educação em Química: Compromisso com a cidadania. 4ª. ed. Ijuí (RS): Ed. Unijuí, 2010.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos; MALDANER, Otávio Aloísio. Ensino de química em foco. 1ª. ed. Ijuí (RS): Ed. Unijuí, 2011.

SANTOS, Lívia Cristina dos. Dificuldades de aprendizagem em Estequiometria: uma proposta de ensino apoiada na modelagem. 2013. 153 f. Dissertação (Pós-graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN, 2013. Disponível em: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16103. Acesso em: 06 mar. 2019.

SANTOS, Lívia Cristina dos; SILVA, Márcia Gorette Lima da. Conhecendo as dificuldades de aprendizagem no Ensino Superior para o conceito de Estequiometria. Revista de Ensino de Ciências e Matemática Acta Scientiae, Canoas, RS, v. 16, n. 1, p. 133-152, Jan/Abr, 2014. Disponível em: http://www.periodicos.ulbra.br/index.php/acta/article/view/632. Acesso em: 16 jun. 2019.

SASSERON, Lúcia Helena. A alfabetização científica, Ensino por investigação e Argumentação: Relações entre ciências da natureza e escola. Revista Ensaio, v. 17, n. especial, p. 49-67, nov. 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/epec/v17nspe/1983-2117-epec-17-0s-00049.pdf. Acesso em: 16 jun. 2019.

SEDANO, Luciana; CARVALHO, Anna Maria Pessoa de. Ensino de Ciências por Investigação: Oportunidades de Interação Social e sua importância para a Construção da Autonomia Moral. Alexandria, v. 10, n. 1, p. 199-220. 2017. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/alexandria/article/view/1982-5153.2017v10n1p199. Acesso em: 16 jun. 2019.

SILVA, Schana Andréia da. Elaboração e avaliação de material didático para apoio no ensino de cálculo estequiométrico em um curso técnico de química. 2015. 86 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Química) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2015. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/139087/000987656.pdf?sequence=1. Acesso em: 15 jun. 2019.

VAZ, Ednilson Luiz Silva; ACCIARI, Heloisa Andréa; ASSIS, Alice; CODARO, Eduardo Norberto. Uma experiência didática sobre viscosidade e densidade. Química Nova na Escola, v. 34, n.3, p. 155-158, Agosto, 2012. Disponível em: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc34_3/08-EEQ-111-10.pdf. Acesso em: 13 ago. 2018.

YIN, Robert K. Estudo de Caso: Planejamento e métodos. 3ª. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

ZÔMPERO, Andreia Freitas; LABURÚ, Carlos Eduardo. Atividades Investigativas no Ensino de Ciências: Aspectos históricos e diferentes abordagens. Ensaio, v. 13, n. 3, p. 67-80. 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/epec/v13n3/1983-2117-epec-13-03-00067.pdf. Acesso em: 13 ago. 2018.

Creative Commons License

Este trabalho está licensiado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2020 A Revista Prática Docente tem o direito de primeira publicação

Downloads

Não há dados estatísticos.