REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DE ACADÊMICAS DO CURSO DE PEDAGOGIA SOBRE OS ANFÍBIOS ANUROS E SUAS IMPLICAÇÕES NA PRÁTICA PEDAGÓGICA
PDF

Palavras-chave

Anuros
universo consensual
ensino de Ciências

Como Citar

CONCEIÇÃO, M. S.; PIGATTO, A. G. S. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DE ACADÊMICAS DO CURSO DE PEDAGOGIA SOBRE OS ANFÍBIOS ANUROS E SUAS IMPLICAÇÕES NA PRÁTICA PEDAGÓGICA. Revista Prática Docente, v. 5, n. 1, p. 214-233, 1 maio 2020.

Resumo

Resumo: Nesta pesquisa, o objetivo foi conhecer as representações sociais construídas por acadêmicas de um curso de Pedagogia em relação aos anfíbios anuros e as implicações destas representações nas suas práticas pedagógicas. A coleta de dados foi realizada por meio da técnica de grupo focal e a Teoria das Representações Sociais utilizada como alicerce da pesquisa. Os resultados evidenciam que a temática anfíbios gera sentimentos diversos, dúvidas e fragilidades conceituais, porém, o assunto desperta interesse. Evidenciam, também, que as participantes da pesquisa construíram suas representações sociais a partir de vivências, no entanto, os professores precisam dominar os conhecimentos científicos para abordá-los com propriedade com seus alunos, desenvolvendo a curiosidade, a criticidade e o interesse, além de possibilitar que os conhecimentos do universo consensual que os alunos apresentam, possam ser reconstruídos.Palavras-chave: Anuros; universo consensual; ensino de Ciências. Abstract: The aim of this study was to identify the social representations of Education undergraduate students on anuran amphibians and their implications for teaching. Data were collected using focus groups and the analysis was based on the framework of the Theory of Social Representations. The results show that the amphibian theme generates different feelings, doubts and conceptual weaknesses, however, the subject arouses interest. Also, that social representations are constructed from experiences; however, teachers need to master scientific knowledge in order to successfully approach it towards the students’ learning, thus developing their curiosity, criticism and interest. By doing so, they would allow students to recreate their knowledge of the consensual universe.Keywords: Anurans; consensual universe; science teaching.
https://doi.org/10.23926/RPD.2526-2149.2020.v5.n1.p214-233.id573
PDF

Referências

ABRIC, Jean-Claude. A abordagem estrutural das representações sociais. In: MOREIRA, Antonia Silva Paredes; OLIVEIRA, Denize Cristina de (org.). Estudos Interdisciplinares de Representação Social. Goiânia: AB, 2000, p. 27-38.

ARRUDA, Angela. Teoria das representações sociais e teorias de gênero. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 117, p. 127-147, nov. 2002.

BARBOSA, Abraão Ribeiro. Os humanos e os répteis da mata: uma abordagem etnoecológica de São José da Mata – Paraíba. 2007. 143f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) - Programa de Pós-graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento – PRODEMA, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2007.

BARROS, Priscila Danielly Santos de. et al. Zoofobia: o imaginário dos alunos da educação infantil do Cabo de Santo Agostinho – PE. In: XIII JORNADA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO – JEPEX, 13., 2013, Recife. Anais XIII Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão. Recife: UFRPE, 2013. p. 1-3.

BERNARDE, Paulo Sérgio. Anfíbios e Répteis: introdução ao estudo da herpetofauna brasileira. Curitiba: Anolisbooks, 2012.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ciências Naturais. Brasília: MEC/SEF, 1997.

CAIRO, Samanta Lis; ZALBA, Sergio MARTÍN; Nebbia, Ana Julia. Representaciones sociales acerca de los anfibios en pastizales de Argentina. Su importancia para la conservación. Interciência, Caracas, v. 35, n. 12, p. 891-896, dec. 2010.

CHALITA, Gabriel. Educação: a solução está no afeto. São Paulo: Gente, 2001.

CHASSOT, Attico. Alfabetização científica: questões e desafios para a educação. Ijuí: UNIJUÍ, 2006.

COLOMÉ, Juliana Silveira. et al. Grupo Focal como técnica de coleta e análise de dados: questões teóricas e práticas. In: LACERDA, Maria Ribeiro.; COSTENARO, Regina Gema Santini. (org.). Metodologias da pesquisa para a enfermagem e saúde. Da teoria a prática. Porto Alegre: Moriá, 2015, p. 433-450.

DELIZOICOV, Demetrio; ANGOTTI, Jose Andre; PERNAMBUCO, Marta Maria. Ensino de Ciências: fundamentos e métodos. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2009.

DUELLMAN, William Edward; TRUEB, Linda. Biology of Amphibians. New York: McGraw-Hill, 1986.

GARCIA, Paulo Christiano de Anchietta; VINCIPROVA, Giovanni. Anfíbios. In: MARQUES, Ana Alice Biedzicki de. et al. Livro vermelho da fauna ameaçada de extinção no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2003, p. 147-164.

GUIMARÃES, L. B. Os anfíbios. In: WORTMANN, Maria Lucia Castagna; SOUZA, Nádia Geisa Silveira de.; KINDEL, Eunice Aita Isaia. O estudo dos Vertebrados na Escola Fundamental. São Leopoldo: Editora da Universidade do Vale do Rio dos Sinos, 1997. p. 103-110.

HADDAD, Célio. F. B. et al. Guia dos Anfíbios da Mata Atlântica: diversidade e biologia. São Paulo: Anolisbooks, 2013.

HERPETOLOGIA UFRGS. 2010. Laboratório de Herpetologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Online. Versão 1.0, Novembro 2010. Disponível em: http://www.ufrgs.br/herpetologia. Acesso em 28 de janeiro de 2017.

JODELET, Denise. Representações sociais: um domínio em expansão. In: JODELET, Denise. (org.). As Representações sociais. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2001, p. 17-44.

KINDEL, Eunice Aita Isaia. O estudo dos Vertebrados na Escola Fundamental. São Leopoldo: Editora da Universidade do Vale do Rio dos Sinos, 1997, p. 97-102.

KINDEL, Eunice Aita Isaia.; WORTMANN, Maria Lucia Castagna;

SOUZA, Nádia Geisa Silveira de. Estudando os anfíbios em um ambiente urbano. In: WORTMANN, Maria Lucia Castagna; SOUZA, Nádia Geisa Silveira de.; KINDEL, Eunice Aita Isaia. O estudo dos Vertebrados na Escola Fundamental. São Leopoldo: Editora da Universidade do Vale do Rio dos Sinos, 1997. p. 97-102.

LEITE, Maria Cristina Vaz Abreu. Cobras e sapos: esses bichos malditos! Um estudo sobre a relação entre saberes populares e saberes acadêmicos na educação ambiental. 2004. 242f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Educação) – Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto, Porto, 2004.

LIMA, Maria Emilia Caixeta de Castro; MAUES, Ely. Uma releitura do papel da professora das séries iniciais no desenvolvimento e aprendizagem de ciências das crianças. Revista Ensaio, Belo Horizonte, v. 8, n. 2, p. 161-175. 2006.

LIMA, Kênio Erithon Cavalcante; VASCONCELOS, Simão Dias. Análise da metodologia de ensino de ciências nas escolas da rede municipal de Recife. Ensaio, Rio de Janeiro, v. 14, n. 52, p. 397-412, jul/set. 2006.

LINSINGEN, Luana von; LEYSER, Vivian. Feios, nojentos e perigosos: os animais e o ensino de biologia através da literatura infantil ficcional. In: V ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISAS EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS, 5., 2005, Bauru. Atas do V Encontro Nacional de Pesquisas em Educação em Ciências. Bauru: ABRAPEC, 2005, p. 1-10. Disponível em: http://www.nutes.ufrj.br/abrapec/venpec/conteudo/artigos/1/pdf/p610.pdf. Acesso em: 20 fev. 2016.

LUCHESE, Mariana Scalon. A herpetologia no Ensino Fundamental: o que os alunos pensam e aprendem. 2013. 53f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação do Curso de Ciências Biológicas – Licenciatura). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.

MACIEL, Erika de Albuquerque. Representações sociais de professores e licenciandos em biologia sobre o bioma Caatinga. 2009. 117f. Dissertação (Mestrado em Ensino das Ciências) – Programa de Pós-Graduação em Ensino das Ciências, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2009.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. (org.). Pesquisa Social. Teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2001.

NAVAS, Carlos A.; OTANI, Lye. Physiology, environmental change, and anuran conservation. Phyllomedusa, São Paulo, v. 6, n. 2, p. 83-103, dec. 2007.

OLIVEIRA, Pâmela Saionara de Freitas; SILVA-SANTANA, Cristiana de Cerqueira. Percepção de alunos do sétimo ano sobre os anfíbios em uma escola municipal no semiárido baiano, Brasil. Gestão Universitária, v. 4, p. 1-12. 2015.

PAZINATO, Daiane Maria Melo. Estudo etnoherpetológico: conhecimentos populares sobre anfíbios e répteis no município de Caçapava do Sul, Rio Grande do Sul. 2013. 66f. Monografia de especialização (Curso de especialização em Educação Ambiental). Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2013.

PINHEIRO, Débora Dutra. “Sapiando”: produto educacional para o ensino sobre anfibiofauna na modalidade da educação de jovens e adultos. 2014. 76f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências Naturais) – Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais, Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2014.

POUGH, F. Harvey; JANIS, Christine. M.; HEISER, John B. A Vida dos Vertebrados. São Paulo: Atheneu, 2008.

REIGOTA, Marcos. Meio ambiente e representação social. São Paulo: Cortez, 2002.

SÁ, Celso Pereira. Representações sociais: o conceito e o estado atual da teoria. In: SPINK, Mary Jane. (Orgs.). O conhecimento no cotidiano: as representações sociais na perspectiva da psicologia social. São Paulo: Brasiliense, 2004, p. 19-45.

SÁ, Celso Pereira. Núcleo das representações sociais. Rio de Janeiro: Vozes, 1996.

SANTOS, Marina Petzen Vieira dos; LUCAS, Elaine Maria; CARASEK, Fábio Luiz. Uma análise do ensino sobre anfíbios na educação básica. Pedagógica, Revista Pedagógica, v. 2, n. 27, p. 295-312, jul/dez. 2011.

SEGALLA, Magno V. et al. Brazilian Amphibians: List of species. Herpetologia Brasileira, São Paulo, v. 5, n. 2, p. 34-46, jul. 2016.

SEYMOUR, C. L. et al. The biogeography of the Anura of sub-equatorial Africa and the prioritization of areas for their conservation. Biodiversity and Conservation, Berlim, n. 10, p. 2045-2076, jan. 2001.

SILVANO, Débora Leite; SEGALLA, Magno. V. Conservação de anfíbios no Brasil. Megadiversidade, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 79-86, jul. 2005.

SIQUEIRA, Carla. C. et al. Density and richness of leaf litter frogs (Amphibia: Anura) of an Atlantic Rainforest area in the Serra dos Órgãos, Rio de Janeiro State, Brazil. Zoologia, Curitiba, v. 26, n. 1, p. 97-102, mar. 2009.

SONNE, Lucina. et al. Intoxicação por veneno de sapo em um canino. Ciência Rural, Santa Maria, v. 38, n. 6, p. 1787-1789, set. 2008.

SOUZA, Carlos Eduardo Pilleggi de; SOUZA, Jean Gabriel de. (Re) conhecendo os animais peçonhentos: diferentes abordagens para a compreensão da dimensão histórica, sócio-ambiental e cultural das ciências da natureza. In: V Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências. Atas do V ENPEC. Bauru: ABRAPEC, 2005.

STAHNKE, Leonardo Francisco; DEMENIGHI, Janine da Silva; SAUL, Paulo Fernando de Almeida. Educação relacionada aos anfíbios e répteis: a percepção e sensibilização no município de São Leopoldo (RS). OLAM – Ciência e Tecnologia, Rio Claro, v. 9, n. 2, p. 31-63, jan/jul. 2009.

TOLEDO, Luís Felipe. et al. The occurrence of Batrachochytrium dendrobatidis in Brazil and the inclusion of 17 new cases of infection. South American Journal of Herpetology, Washington, DC, v. 1, n. 3, p. 185-191, nov. 2006.

VIECHENESKI, Juliana Pinto; LORENZETTI, Leonir.; CARLETTO, Marcia Regina. Desafios e práticas para o ensino de ciências e alfabetização científica nos anos iniciais do ensino fundamental. Atos de Pesquisa em Educação, Blumenau, v. 7, n. 3, p. 853-876, set/dez. 2012.

YOUNG, Bruce E. et al. Disappearing jewels: the status of New World amphibians. Arlington: Nature Serve, 2004.

Creative Commons License

Este trabalho está licensiado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2020 Array

Downloads

Não há dados estatísticos.