CONTRIBUIÇÃO DO JOGO DIDÁTICO “CONHECENDO OS INVERTEBRADOS” PARA O ENSINO DE BIOLOGIA
PDF

Palavras-chave

Jogos didáticos
Ensino de zoologia
Zoologia de invertebrados.

Como Citar

ROMANO, A. M.; SOUZA, H. M. DE L.; NUNES, J. R. DA S. CONTRIBUIÇÃO DO JOGO DIDÁTICO “CONHECENDO OS INVERTEBRADOS” PARA O ENSINO DE BIOLOGIA. Revista Prática Docente, v. 5, n. 1, p. 325-343, 1 maio 2020.

Resumo

Resumo: No ensino de Biologia, o uso do método tradicional aliado a presença de conteúdos de difícil assimilação, tem sido um dos principais fatores que promovem a desmotivação dos estudantes. No entanto, o uso de jogos didáticos na escola pode contribuir para um aprendizado mais dinâmico e motivado. Este trabalho teve como objetivo avaliar a contribuição do jogo “Conhecendo os Invertebrados”, como instrumento didático e motivacional para o ensino sobre a referida temática. Um protótipo do jogo foi aplicado à professores de Biologia e alunos da terceira série do ensino médio. Logo após, ambos foram entrevistados com a finalidade de avaliar a presença de determinados elementos pedagógicos no jogo, bem como sua aceitabilidade e contribuição na aprendizagem sobre a temática, respectivamente. Modificações foram realizadas no jogo, conforme indicação dos professores entrevistados e este recurso didático demonstrou ser adequado e indicado para o Ensino Médio, caracterizando-se como uma ferramenta didática e divertida para o ensino sobre Zoologia na escola.Palavras-chave: Jogos didáticos; Ensino de zoologia; Zoologia de invertebrados. Abstract: In the teaching of Biology, the use of the traditional method allied to the presence of content of difficult assimilation, has been one of the main factors that promote the demotivation of students. However, the use of educational games in the school can contribute to a more dynamic learning, favoring motivation to learn. The objective of this work was to evaluate the contribution of the game "knowing the Invertebrates" as a didactic and motivational instrument for teaching about this theme". A prototype of the game was applied to biology teachers and students from the third grade of high school. Shortly after, both were interviewed in order to evaluate the presence of certain pedagogical elements in the game, as well as their acceptability and contribution to learning about the theme, respectively. Modifications were made in the game, as indicated by the professors interviewed and this didactic resource proved to be adequate and indicated for high school, characterizing itself as a didactic and entertaining tool for teaching about zoology in School.Keywords: Educational games, Zoology teaching, Invertebrate zoology.
https://doi.org/10.23926/RPD.2526-2149.2020.v5.n1.p325-343.id621
PDF

Referências

AMABIS, José Mariano; MARTHO, Gilberto Rodrigues. Biologia moderna, 1. ed. São Paulo: Moderna, 2016.

ANTUNES, Celso. O jogo e a educação infantil: Falar e dizer, olhar e ver, escutar e ouvir. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2003.

BARDIN, Lawrence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70. 2001.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: introdução aos parâmetros curriculares nacionais. Brasília, DF: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Ciências Naturais. Brasília: MEC/SEF, 2006.

BRITO, Lya Cristina da Costa et al. Avaliação de um minicurso sobre o uso de jogos no ensino. Revista Brasileira de Pós-graduação (supl 2), Brasília, v. 8, n.2, p. 589-615, 2012. Disponível em: http://ojs.rbpg.capes.gov.br/index.php/rbpg/article/view/257/246. Acesso em 15 out. 2018.

BRUSCA, Richard; BRUSCA, Gary. J. Invertebrados. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara-Koogan, 2007.

CAMPOS, Luciana Maria Lunardi; BORTOLOTO, Tânia Mara; FELICIO, Ana Karina. A produção de jogos didáticos para o ensino de ciências e biologia: uma proposta para favorecer a aprendizagem. Cadernos dos Núcleos de Ensino, São Paulo, p. 35-48, 2003. Disponível em: http://www.unesp.br/prograd/PDFNE2002/aproducaodejogos.pdf. Acesso em: 16 maio 2018.

CANDIDO, Camila; FERREIRA, Jaqueline de Freitas. Desenvolvimento de material didático na forma de um jogo para trabalhar com zoologia dos invertebrados em sala de aula. Cadernos da Pedagogia. São Carlos, v. 6 n. 11, p. 22-33, 2012. Disponível em: http://www.cadernosdapedagogia.ufscar.br/index.php/cp/article/viewFile/431/186. Acesso em: 02 abr. 2018.

CARMO, Solange do; SCHIMIN, Elaine Strack. O ensino da biologia através da experimentação. 2008. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/1085-4.pdf. Acesso em: 21 set. 2018, 21:35:00

CARNEIRO, Ana Paula Netto. A Evolução Biológica aos olhos de professores não licenciados. 2004. 137 f. Florianópolis: Dissertação (Mestrado em Educação Científica e Tecnológica) - Centro de Ciências Físicas e Matemáticas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2004. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/87246/210787.pdf?sequence=1. Acesso em: 20 dez. 2018.

COLL, César et al. Psicologia da aprendizagem no Ensino Médio. Rio de Janeiro: Artmed, 2003.

FIALHO, Neusa Nogueira. Os jogos pedagógicos como ferramentas de ensino. In: Congresso Nacional de Educação (EDUCERE), 8, 2008, Curitiba. Anais [...]. Curitiba: PUCPR, 2008, p. 12298-12306. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2008/293_114.pdf. Acesso em: 20 dez. 2018.

GRANDO, Regina Celia. O jogo [e] suas possibilidades metodológicas no processo ensino-aprendizagem da matemática. 1995. 175f. Campinas: Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, 1995. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/253786. Acesso em: 19 jul. 2018.

KELLER, John M. Motivational Design for Learning and Performance: The ARCS Model Approach. Springer, 2009.

KRASILCHIK, Myrian. Prática de Ensino de Biologia. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2005.

LIMA, Eliane Cristina Campos. Concepção, construção e aplicação de atividades lúdicas por licenciandos da área de ensino de ciências. 2015. 156 f. São Paulo: Dissertação (Mestrado em Ensino e História das Ciências e Matemática) Universidade Federal do ABC, São Paulo, 2015. Disponível em: http://biblioteca.ufabc.edu.br/index.php?codigo_sophia=95908. Acesso em 06 fev. 2018.

MACEDO, Lino de; PETTY, Ana Lúcia Sícolli; PASSOS, Norimar Christe. Os jogos e o lúdico na aprendizagem escolar. Porto Alegre: Artmed. 2003.

MALACARNE, Vilmar; STRIEDER, Dulce Maria. O desvelar da ciência nos anos iniciais do ensino fundamental: um olhar pelo viés da experimentação. Vivências: Revista Eletrônica de Extensão da URI, v. 5, n. 7, p. 75-85, 2009. Disponível em: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/2010/artigos_teses/2011/ciencias/02desvelar_ciencia_anos_iniciais.pdf, Acesso em: 20 jun. 2018.

MENDES, Mariana Bonfim Pinto; BRANDÃO, Rafael Antonio; SANTOS, Andréia de Queiroz. Palavras integradoras: uma abordagem didática para o ensino de Botânica na escola. Revista Intercâmbio dos Congressos Internacionais de Humanidades, Brasília, out. 2011. Trabalho apresentado no XIV Congresso Internacional de Humanidades, 2011, [Brasília, DF]. Disponível em: https://2014.revistaintercambio.net.br/24h/pessoa/temp/anexo/1003/1315/2126.pdf. Acesso em: 12 de out. de 2018.

MIRANDA, Simão. No Fascínio do jogo, a alegria de aprender. Ciência Hoje, São Paulo, v. 28 n. 168, p. 64-66, 2001.

ROSA, Cleici Werner da; ROSA, Alvaro Becker da. O ensino de ciências (Física) no Brasil: da história às novas orientações educacionais. Revista Ibero-americana de Educação, Madri, v. 58, n. 2, p. 1-24, 2012. Disponível em: https://rieoei.org/historico/deloslectores/4689Werner.pdf. Acesso em 25 set. 2018.

SILVA, Leandra de Amorim da; MASSAROLLI, Angélica; BUTINARI, Alessandra Regina. Animal combate: um novo instrumento pedagógico para o ensino de ciências e biologia. Revista Educação em Perspectiva, Viçosa, v. 8, n. 3, p. 496-517, 2017. Disponível em:https://periodicos.ufv.br/educacaoemperspectiva/article/view/6980/2832. Acesso em: 10 mar. 2018.

SEIFFERT-SANTOS, Saulo Cézar; FACHÍN-TÉRAN, Augusto. Possibilidade do uso de analogia e metáfora no processo de ensino-aprendizagem no Ensino de Zoologia no 7º ano do Ensino Fundamental. In: Congresso Norte Nordeste de Ensino de Ciências e Matemática, 8. Anais [...], Boa Vista: UERR, 2009. Boa Vista. 1[CD-ROM].

SEIFFERT-SANTOS, Saulo Cézar; FACHÍN-TÉRAN, Augusto. Perfis e concepções relacionadas à disciplina de ciências naturais sobre o ensino de zoologia dos profissionais do ensino fundamental em Manaus Amazonas, Brasil. In: Encontro de Pesquisa Educacional Norte Nordeste, 20. Anais [...] Manaus: UFAM, 2011. Manaus. 1 [CD-ROM].

TIDON, Rosana; LEWONTIN, Richard. Teaching evolutionary biology. Genetics and Molecular Biology, Ribeirão Preto, v. 27, n. 1, p. 124-131, 2004. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/gmb/v27n1/a21v27n1.pdf. Acesso em: 26 jun. 2018.

ZUANON, Átima Clemente Alves; DINIZ, Raphael Hermano dos Santos; DO NASCIMENTO, Luziane Helena. Construção de jogos didáticos para o ensino de biologia: um recurso para a integração dos alunos a prática docente. Revista Brasileiro de Ensino de Ciência e Tecnologia, Curitiba, v. 3, n. 3, p. 49-59, 2010. Disponível em: https://periodicos.utfpr.edu.br/rbect/article/view/787/606. Acesso em: 26 jun. 2018.

Downloads

Não há dados estatísticos.